Torcedores.com

O Peñarol, do Uruguai, cabeça do Grupo D, será um dos adversários do Flamengo na Copa Libertadores 2019, em que o rubro-negro terá um jogo certo na altitude do Equador com a LDU, de Quito. O outro jogo do Flamengo na altitude pode ser na Bolívia, dependendo do time que se classificar. Vice-campeão brasileiro de 2018, o Flamengo é o único do Rio classificado para a fase de grupos.

O Club Bolívar, de La Paz, é o mais provável adversário do Flamengo, no estádio Hernando Siles – 42 mil lugares -, na altitude de quase 4 mil metros. 22 vezes campeão nacional, o Bolívar ficou em quarto lugar na Libertadores 2014. A vaga está sendo disputada com o Royal Pari FC, de Santa Cruz de La Sierra, que joga no estádio Tauichi Aguillera, com 38.500 lugares. O time é da primeira divisão desde 2008, mas do ponto de vista técnico é dos mais modestos.

O Palmeiras, campeão brasileiro, é cabeça do Grupo F e jogará com o San Lorenzo, da Argentina, o Júnior de Barranquilla e o time que vencer o G2 da fase pré-Libertadores.

O Atlético Paranaense, campeão da Copa Sul-Americana, jogará com Jorge Willstermann, da Bolívia, Deportivo Tolima, da Colômbia, e Boca Juniors, vice-campeão da Libertadores, que é cabeça do Grupo G.

O Grêmio, quarto colocado no Brasileirão 2018 e cabeça do Grupo H, jogará com Universidad Católica, do Chile, Rosário Central, da Argentina e o time que ganhar o G3 da fase pré-Libertadores.

O Cruzeiro, campeão da Copa do Brasil, cabeça do Grupo B, jogará com Emelec, do Equador, Deportivo Lara, da Venezuela, e Huracan, da Argentina.

O Internacional, terceiro do Brasileirão 2018, jogará com o Alianza Lima, o time que se classificar na fase prévia G4 e o River Plate, campeão da Libertadores, cabeça do Grupo A.

O Olímpia, do Paraguai, cabeça do Grupo C, jogará com Sporting Cristal, do Peru, Godoy Cruz, da Argentina, e Universidad Concepción, do Chile.

O Nacional, do Uruguai, cabeça do Grupo E, jogará com Cerro Porteño, do Paraguai, Deportivo Zamora, da Venezuela, e o vencedor do G1 da fase pré-Libertadores.

PRÉ-LIBERTADORES – O São Paulo, quinto colocado no Brasileirão 2018, jogará na fase pré-Libertadores com o Talleres, time argentino da cidade de Córdoba. Já o Atlético Mineiro, sexto no Brasileirão 2018, jogará com o Danúbio, do Uruguai.

COPA SUL-AMERICANA


Twitter Conmebol
Twitter Conmebol

O Fluminense jogará com o Club Deportes Antofagasta, no estádio Regional de Antofagasta, quinta cidade do Chile, na região norte do país. O estádio recebe 26.339 torcedores. O Antofagasta só ganhou dois títulos de campeão da segunda divisão, em 1968 e 2011. O primeiro jogo será no Rio, entre 5 e 7 de fevereiro.

O Botafogo também decidirá a vaga fora do Rio com o Defensa y Justicia, time argentino da Série B, do município de Florencio Varela, província de Buenos Aires. Seu estádio é o Norberto Tomaghello, com capacidade para 10.500 torcedores. O primeiro jogo, entre 5 e 7 de fevereiro, será no estádio Nilton Santos.

O Bahia decidirá a vaga na Arena Fonte Nova, em Salvador, depois de fazer o jogo de ida com o Liverpool, do Uruguai, no estádio Belvedere, em Montevidéu. O Liverpool disputa a primeira divisão e foi seis vezes campeão da segunda divisão uruguaia.

Dois campeões da Libertadores – Corinthians em 2012 e Racing da Argentina em 1967 – farão o primeiro jogo da Sul-Americana na Arena Corinthians. O segundo jogo será no estádio Juan Peron – 51 mil lugares -, no bairro de Avellaneda, na Grande Buenos Aires.

O Santos jogará com o River Plate, do Uruguai. Primeiro em Montevidéu e depois na Vila Belmiro. E a Chapecoense, campeã da Sul-Americna de 2016, jogará com o Union La Calera, do Chile. O primeiro jogo será na Arena Condá, em Chapecó.

O campeão da Copa Sul-Americana receberá prêmio de 8.500 mil dólares, o equivalente a 33 milhões de reais.

COMBATE À VIOLÊNCIA

Alejandro Dominguez, presidente da Confederação Sul-Americana de Futebol, exortou os clubes a que tomem uma posição dura de combate à violência para que a imagem da Copa Libertadores e da Copa Sul-Americana não seja manchada. Ele prometeu que o problema causado pelos torcedores do River, obrigando à transferência da decisão da Libertadores para a Espanha, voltará a ser debatido e não descartou novas punições.

PRÊMIO – O presidente destacou também que nos jogos com o mando de campo da Libertadores, nenhum clube deixará de ganhar menos de um milhão de dólares (em torno de 4.500 mil reais) e que o prêmio total ao campeão não será inferior a 20 milhões de dólares, o que representa quase 100 milhões de reais. Pela primeira vez, em 2019, a Libertadores será decidida em jogo único, sábado 23 de novembro, no Estádio Nacional de Santiago do Chile.

ARTILHEIROS – Miguel Borja, atacante colombiano do Palmeiras, campeão brasileiro, e o atacante colombiano Wilson Morelo, do Independiente Santa Fé, receberam as estatuetas como prêmio por terem sido os artilheiros, com 9 gols, da Libertadores 2018.

PASSAPORTE – Wilson Pires de Sá, presidente do Cruzeiro, não pôde viajar a Assunção por ter esquecido o passaporte e assistiu o sorteio, em Belo Horizonte, nos canais FoxSports. O clube foi representado na sede da Conmebol pelo gerente Benecy Queirós.

PABLO NO SÃO PAULO – Depois da desistência do Flamengo, que considerou elevado o valor de 10 milhões de euros pedido pelo Atlético Paranaense, o campeão da Copa Sul-Americana negociou o atacante Pablo com o São Paulo. A notícia foi confirmada no sorteio pelo ex-jogador Diego Lugano, hoje relações internacionais do tricolor paulista. O diretor Raí perdeu o avião em Garulhos e não conseguiu chegar a tempo no Paraguai.