Hoje, 8 de março de 2020, faz treze meses que dez jovens morreram no incêndio do Ninho do Urubu, área restrita e exclusiva do Flamengo. É inaceitável que problema de tamanha gravidade continue sem solução, e que nenhum responsável tenha sido punido. É muito difícil entender, menos ainda aceitar, tanto descaso.

A tragédia exige que a justiça seja mais ágil e mais firme. A justiça não pode esperar que o tempo continue passando, mais do que já passou, e que tudo seja esquecido. Não há como continuar protelando a solução de problema gravíssimo. Afronta ver caso tão sinistro tratado com tanta lentidão, desinteresse e frieza.

Foto: Esporte UOL