Escolha uma Página

COM A DERROTA por 2 x 1 para o Internacional, na noite de ontem (26), a 15ª em 29 jogos, 7ª em São Januário, o Vasco caiu duas posições e está em antepenúltimo, 18º, 30 pontos, 8 vitórias, saldo negativo de 12 gols (29 a 41), o que deve tornar ainda mais difícil o confronto direto do próximo domingo (29), em Goiânia, com o Goiás, 17º, 31 pontos, 7 vitórias, saldo negativo de 12 gols (31 a 43). O Vasco teve dois expulsos, Paulinho e Erick Marcus, nos minutos finais.

O INTERNACIONAL foi superior e já saiu para o intervalo com 1 x 0, gol do meia paulistano Mauricio, de 22 anos, após o lançamento primoroso do meia-capitão Alan Patrick, de cavadinha, entre os zagueiros, aos 20 minutos. O 2º gol, de Enner Valencia aos 24, foi anulado por impedimento do atacante equatoriano, corretamente assinalado pela assistente catarinense Neuza Back. O goleiro Leo Jardim evitou que o Inter saísse para o descanso com vantagem mais ampla.

O VASCO INICIOU o 2º tempo pressionando, mas sem finalizar bem, e o Internacional marcou o 2º gol em chute cruzado de Enner Valencia, aos 15 minutos, após boa assistência do lateral argentino Fabricio Bustos. O gol do Vasco, aos 40, foi de Alex Teixeira, de cabeça, após cruzamento do meia Erick Marcus, expulso três minutos depois pelo segundo cartão amarelo. Em noite apagada de Payet e Vegetti, o Vasco chutou pouco, e mal, na direção do gol.

O VASCO SERÁ VISITANTE nos dois próximos jogos, domingo (29) com o Goiás, e 5ª feira (2) com o Cuiabá. Os outros jogos fora de casa serão com o Cruzeiro, Athletico Paranaense e Grêmio. Os quatro jogos restantes no Rio, com o Botafogo, America Mineiro, Corinthians e Bragantino, na última rodada, domingo, 3 de dezembro. O quinto rebaixamento do Vasco, conforme os cálculos dos matemáticos de plantão, passará de 69% para 77%, se perder os dois próximos jogos.

O TÉCNICO RAMON DIAZ admitiu na análise do jogo, o primeiro que perdeu em casa, que “o Vasco se desarticulou ao sofrer o primeiro gol tão cedo e não conseguiu reagir no restante do primeiro tempo”. O técnico argentino fez quatro mudanças, a partir dos 25 minutos do 2º tempo, mas o meia Jair e o atacante Alex Teixeira, que marcou de cabeça aos 40 minutos, após cruzamento de Erick Marcus, foram as melhores. Paulo Henrique, Zé Gabriel e Praxedes pouco renderam.

VASCO 1 x 2 INTERNACIUONAL registrou R$977.419,00. 19.782 pagantes. O árbitro paulista Luis Flavio Oliveira foi correto nos cartões amarelos em Wanderson, Mercado e Carlos de Pena, e em Zé Gabriel, Paulinho e Erick Marcus, os dois últimos bem expulsos na reincidência. O excesso de antijogo, reclamações e interpelações dos jogadores já passou do limite, sem que a maioria dos árbitros saiba impor autoridade para mais advertências e expulsões.

VASCO – Leo Jardim, Paulo Henrique (Puma), Medel, Leo e Piton; Zé Gabriel (Alex Teixeira), Paulinho e Praxedes (Jair); Payet (Erick Marcus), Pablo Vegetti e Gabriel Pec, o mais participativo da equipe. INTERNACIONAL – Rochet, Bustos (Nico Hernandez), Vitão, Mercado e Renê; Johnny, Aranguiz e Mauricio (Igor Gomes); Wanderson, Alan Patrick (Carlos de Pena) e Enner Valencia (Pedro Henrique). O time subiu duas posições e é 11º com 38 pontos, após a 10ª vitória.

Foto: Alexandre Durão/Zimel Press/Agência O Globo e Wagner Meier/Getty Images/Esporte News Mundo