“HÁ JOGOS, EM QUE MESMO SEM JOGAR BEM, TEMOS QUE VENCER” – resumiu o meia Willian Arão, autor do gol de fora da área, aos 24 do 2º tempo, da 1ª vitória de virada do Flamengo em 2022,  por 2 x 1 sobre o Madureira, na tarde desta 4ª feira (16), no estádio Aniceto Moscoso, na Rua Conselheiro Galvão. Catatau fez o gol do Madureira, logo aos 2 minutos, e Everton Ribeiro empatou aos 14 do 2º tempo. 

FOI A 4ª VITÓRIA, 3ª CONSECUTIVA do técnico português Paulo Sousa, que em cinco jogos só perdeu o Fla-Flu da 4ª rodada do Campeonato Carioca, mas também reconheceu que o time não jogou bem. 31º gol de Willian Arão em 348 jogos, desde a estreia em 24 de janeiro de 2016. Arão substituiu Andreas aos 41 do 1º tempo e acertou chute forte e colocado, de fora da área, sem chance de defesa para o goleiro.

O FLAMENGO VOLTOU MELHOR DO INTERVALO e Everton Ribeiro, que substituiu Marinho, empatou de cabeça aos 14 minutos, após cruzamento de Vitinho, com retoque de Arão. Foi seu 37º gol em 271 jogos, desde a estreia em 2017, comprado por R$22 milhões do Ah-Ahly, dos Emirados Árabes. É o início da 5ª temporada de Everton Ribeiro, o jogador mais lúcido nas grandes conquistas recentes do Flamengo.

BRUNO HENRIQUE também teve bom retorno, com suas arrancadas rápidas, criando mais opções de gol pela esquerda, ao substituir Vitinho aos 19 do 2º tempo. Mantidos até o final, o volante João Gomes e o meia Diego, capitão da equipe, tiveram bom rendimento. Andreas não fez bom jogo, torceu o tornozelo e saiu aos 41 do 1º tempo, o que pode tirá-lo da decisão da Supercopa do Brasil.

QUASE TRÊS MESES depois da falha aproveitada por Deyverson, do Palmeiras, para fazer o gol do título da Libertadores, em 27 de novembro no estádio Centenário, a maioria dos torcedores do Flamengo não consegue perdoar Andreas. Enquanto era atendido pelo médico do Flamengo, pouco antes de ser substituído, ele foi chamado de “entregador de paçoca” por um torcedor.

O FLAMENGO DA VIRADA no Madureira teve a volta do bom goleiro Diego Alves, sem culpa no gol, e Isla (Mateuzinho, 19 do 2º tempo), Noga, Cleiton e Renê (David Luis, 29 do 2º tempo); João Gomes, Andreas (Arão, 41 do 2º tempo), Diego (c) e Vitinho (Bruno Henrique, 19 do 2º tempo); Marinho (Everton Ribeiro, intervalo) e Pedro, com desempenho bem abaixo do que rende quase sempre.

O ÁRBITRO Rodrigo Carvalhaes de Miranda teve boa atuação e advertiu com cartão amarelo Andreas e Marinho, e Caio e Henrique, do Madureira, que sofreu a 4ª derrota, 2ª de virada em 7 jogos. A decisão da Supercopa do Brasil, domingo (20), na Arena Pantanal, será apitada pelo gaúcho Anderson Luis Daronco, de 41 anos, há sete na FIFA. Flamengo e Atlético Mineirão chegarão na véspera a Cuiabá.

Foto: Metrópoles