Escolha uma Página

É o título da matéria deste domingo (24) do MARCA, o mais lido jornal esportivo da Espanha, em que destaca a ascensão em cinco meses do zagueiro Pablo Marí, primeiro espanhol a ganhar a Libertadores, torneio mais importante de clubes da América do Sul. O jornal ressalta que Pablo Marí  “é um ilustre desconhecido do torcedor espanhol”.

OLHO DO TÉCNICO – MARCA salienta que Pablo Marí foi bem observado pelo olho clínico do técnico Guardiola, ainda no Barcelona, e que o levou para o Manchester City, em que não chegou a jogar. De 2016 a 2019, foi emprestado pelo clube inglês ao modestos Girona, da Espanha, e NAC Breda, da Holanda. 

SEM VALOR – O jornal destaca também que Jorge Jesus já havia visto Pablo Marí e sugeriu sua compra ao Flamengo. Praticamente sem valor de mercado, o zagueiro foi comprado pela soma insignificante de 2 milhões de euros. O contrato que assinou com o Flamengo, em 11 de julho de 2019, tem validade de três anos.

TRÊS GOLS – MARCA também informa que Pablo Marí só perdeu um dos 26 jogos que fez pelo Flamengo e anotou três gols em vitórias coincidentes por 3 x 0: um de canhota no Ceará, e dois de cabeça, no Avaí e no Grêmio, no segundo jogo da semifinal da Libertadores. E realça: “Em quatro meses, Pablo Marí deixou de ser reserva no La Coruña para ser campeão sul-americano no Flamengo”.

LEMBRANÇA – O jornal lembra também do antigo ponta José Armando Ufarte, que jogou no Flamengo como Espanhol. Esse eu vi no time campeão carioca de 63, seu penúltimo ano antes de sair para o Atlético de Madrid, que defendeu de 64 a 74 em 245. Espanhol também jogou no Corinthians, entre 61 e 62. Foi muito bom ponta-direita.

PABLO MARÍ, de 26 anos, é espanhol de Almussafes, pequeno distrito de Valencia, terceira maior cidade da Espanha, depois de Madrid e Barcelona. Canhoto, 1,93m, não cabia em si de tanta alegria, com o título que ganhou ontem (23), em Lima, e pediu ao presidente da Conmebol que colocasse a medalha de campeão no pescoço de seu filho de colo.

Foto: UOL