Neste 17 de julho de 2021 faz 27 anos da primeira decisão da Copa do Mundo em pênaltis, a única de que o Brasil participou, ao ganhar o quarto título, após 0 x 0 em 120 minutos da final com a Itália, no estádio Rose Bowl, em Pasadena, cidade da Califórnia, um dos 50 estados dos Estados Unidos, sede da Copa pela primeira vez. Diante de 94.194 pagantes e sob sol escaldante de 45 graus, as seleções terminaram a prorrogação esgotadas.

PERDIDAS – As duas primeiras cobranças foram perdidas pelos zagueiros Franco Baresi (por cima) e Marcio Santos (Pagliuca defendeu). O volante Albertini converteu a primeira e Romário empatou. O meia Evani recolocou a Itália em vantagem e Branco voltou a empatar. Taffarel defendeu a cobrança do ponta Massaro e o capitão Dunga converteu a cobrança do título (3 x 2) porque o atacante Roberto Baggio chutou o último pênalti por cima do travessão.

REPETECO – Vinte e quatro anos depois de Brasil 4 x 1, na final de 21 de junho de 1970, no estádio Azteca, na Cidade do México, Itália e Brasil foram os únicos a se enfrentar duas vezes em decisão da Copa do Mundo. Bom lembrar a seleção que ganhou a quarta Copa: Taffarel, Jorginho (Cafu), Aldair, Marcio Santos e Branco; Mauro Silva, Dunga, Mazinho e Zinho (Viola); Bebeto e Romário. O Brasil foi vice em 98 e voltou a ser campeão em 2002, quinto e último título.

EUROPEUS – Vinte e quatro anos depois, outra decisão entre europeus, primeira em pênaltis, após a Itália vencer (3 x 1) a Alemanha, em 1982, no estádio Santiago Bernabeu, em Madrid. A Itália voltou a ser campeã, em 9 de julho de 2006, diante de 69 mil pagantes, no Estádio Olímpico de Berlim, com 5 x 3 nos pênaltis sobre a França, após 1 x 1 em 120 minutos. Zidane, de pênalti, fez 1 x 0 aos 7, e Materazzi empatou aos 19 do primeiro tempo.

EXPULSÃO – O lance mais comentado foi o da expulsão do meia Zidane, aos 10 minutos do primeiro tempo da prorrogação. Horacio Elizondo, segundo árbitro argentino em final de Copa do Mundo, expulsou Zidane por uma cabeçada forte no peito de Materazzi, derrubando o jogador italiano. Pouco tempo depois, o meia francês admitiu ter perdido o controle, ao ouvir  ofensas do zagueiro à sua mãe e à sua irmã. 

100% – Nas cobranças de pênaltis os italianos tiveram 100% de aproveitamento, com Pirlo, Materazzi, De Rossi, Del Piero e Grosso. O único francês que perdeu foi Trezeguet, depois que Wiltford, Abidal e Sagnal converteram com categoria. Os campeões do mundo de 2006: Buffon, Zambrotta, Cannavaro, Materazzi e Grosso; Gattuso, Pirlo, Camoranesi (Del Piero) e Perrota (Iaquinta); Luca Toni e Totti (De Rossi). Técnico – Marcello Lippi.

90 MINUTOS – Das 21 Copas do Mundo, de 1930 a 2018, a maioria (17) foi decidida nos 90 minutos. Só cinco, na prorrogação: 1934 (Itália), 1966 (Inglaterra), 1978 (Argentina), 2010 (Espanha) e 2014 (Alemanha). Bom lembrar: só duas seleções perderam a final da Copa do Mundo, em casa, ambas de virada: Brasil 1 x 2 Uruguai, em 16 de julho de 1950, no Maracanã, e Suécia 2 x 5 Brasil, em 29 de junho de 1958, no estádio de Solna, em Estocolmo. Só duas seleções ganharam a Copa duas vezes consecutivas, a da Itália em 34-38 e a do Brasil em 58-62.

COPA DE 2022 – Primeira da história no final do ano, devido ao calor insuportável de junho e julho no Catar. A primeira fase mais curta, em 12 dias, com o aumento de três para quatro jogos por dia, às 7, 10, 13 e 16 horas, horário de Brasília. O sorteio dos grupos será feito após as eliminatórias, em março. O jogo de abertura será no estádio Bayt – 60 mil lugares -, que tem o nome e a forma das tendas tradicionais usadas pelos povos nômades da região do Golfo. 

SEMANA DO NATAL – A final da Copa do Mundo de 2022 será disputada no domingo, 18 de dezembro, uma semana antes do Natal, no estádio Lusail – 80 mil lugares -, com formas decorativas de tigelas encontradas em todos os países de origem árabe. Bom dizer: os dois estádios, da abertura e da final da Copa 2022, ficam na cidade de Lusail, a 24 km da costa Norte da capital Doha, que até o fim do século 20 era uma simples província poeirenta no meio do deserto.

Fotos: Esporte Espetacular / Notícias e Lance! / 4oito / Comunità Italiana