WAYNE HENNESSEY, do País de Gales, tornou-se o terceiro goleiro expulso em Copa do Mundo, ao fazer falta fora da área no atacante Mehdi Taremi, do Irã, aos 41 minutos do 1º tempo do jogo de ontem (25), diante de 45 mil espectadores, no estádio Ahmad bin Ali, em Al Rayyan, segundo maior centro populacional do Catar.

O JOGO ESTAVA 0 x 0 quando o árbitro Mario Alberto Escobar Toca, de 36 anos, único da Guatemala na Copa de 2022, expulsou Hennessey. O Irã aproveitou e venceu com dois gols, nos acréscimos, do atacante Rouzbeh Chesmi, com uma bomba de fora da área aos 52 minutos, e do lateral Ramin Rezaeian, aos 55.

WAYNE HENNESSEY, de 35 anos, 1,98m, natural de Bangor, cidade mais antiga do País de Gales, é o terceiro com mais jogos (104), desde 2007 pela seleção, que defendeu nas Eurocopas de 2016 e 2020. Só jogou em equipes do Reino Unido e está em sua primeira temporada no Nottingham Forest, 18º da Premier League.

O 1º GOLEIRO EXPULSO em Copa foi Gianluca Pagliuca, aos 21 minutos do 1º tempo do jogo da fase de grupos, em que a Itália venceu a Noruega por 1 x 0, gol de Dino Baggio, em 23 de junho de 1994, no Giants Stadium . Pagliuca foi expulso pelo árbitro alemão Hellmut Krug, ao espalmar a bola com a mão direita fora da área. 

PAGLIUCA E TAFFAREL, únicos que defenderam pênaltis em decisão de Copa. O técnico Arrigo Sacchi substituiu Roberto Baggio pelo goleiro reserva Luca Marchegiani. Vice-campeão do mundo em 94, Pagliuca fez 39 jogos pela seleção e 262 pela Sampdoria, da cidade portuária de Gênova. Ao ser expulso, tinha 28 anos.

O 2º GOLEIRO EXPULSO em Copa foi Itumeleng Khune, da África do Sul, aos 31 minutos do 2º tempo, na derrota por 3 x 0 para o Uruguai, em 16 de junho de 2010, no estádio Loftus Versfeld, em Pretória, a capital. Khune derrubou o atacante Luis Suarez e foi expulso pelo árbitro suíço Massimo Busacca, que marcou o pênalti.

KHUNE, hoje aos 35 anos, continua capitão do Kaizer Chiefs e da seleção, na Copa de 2010 dirigida por Parreira. Uma de suas melhores lembranças do futebol foi ter participado da abertura dos Jogos Olímpicos de 2016 em que a África do Sul empatou com o Brasil (0 x 0), no estádio Mané Garrincha, em Brasília.

Fotos: Divulgação e UOL