O SANTOS DEVE ANUNCIAR, a qualquer momento, a contratação do 4º técnico estrangeiro nos últimos quatro anos, depois de demitir nesta 6ª feira (18), o paulistano Fábio Carille, um dia depois da derrota (3 x 2) para o Mirassol, que chegou a fazer 3 x 0, e a dois dias do clássico de domingo (20) com o São Paulo. O Santos teve Jorge Sampaoli em 2019; Jesualdo Ferreira em 2020, e Ariel Hollan em 2021.

O ARGENTINO HERNAN CRESPO, de 46 anos, sem clube desde que saiu do São Paulo em outubro de 2021, é um dos nomes cotados. Ele ganhou o Campeonato Paulista, que o São Paulo não conquistava desde 2005, mas ficou em 13º no Campeonato Brasileiro, com mais derrotas (12) do que vitórias (11) e saldo negativo de 8 gols (31 a 39), sob ameaça de rebaixamento nas últimas rodadas.

OUTROS ARGENTINOS COGITADOS são Sebastian Beccacece, de 41 anos, que está dirigindo o Defensa y Justicia, e Fabian Busto, de 52 anos, que está treinando o Barcelona de Guaiaquil, o que talvez possa dificultar as negociações. O Comitê de Gestão do Santos decidiu pela demissão de Fábio Carille, após considerar que o técnico não conseguiu fazer a equipe evoluir no início do atual Campeonato Paulista.

CARILLE ASSUMIU O SANTOS em setembro de 2021, substituindo Fernando Diniz, um dos técnicos que não conseguiram fazer o Vasco voltar à Série A em 2022. Carille ganhou fôlego ao evitar a queda do time à Série B, mas admitiu que “o time apresentou rendimento instável”, no início da campanha de 2022. Dos 7 jogos do Campeonato Paulista, ganhou 2, empatou 3 e perdeu 2.

O CORINTHIANS CONTINUA tentando o português Luis Castro, que dirige o Al-Duhail desde agosto de 2021, e teria que pagar multa de 1.200 mil euros, o equivalente a R$7 milhões, para romper o contrato. Além disso, a comissão técnica de Luis Castro, formada por sete assistentes, incluídos preparador físico, treinador de goleiros e auxiliar técnico, custaria 3.500 mil euros (R$21 milhões), por ano.

Foto: Lance!