O gol da vitória sobre o Alavés, penúltimo colocado, na noite de ontem (21), no estádio Wanda Metropolitano, em Madrid, não só manteve o Atlético de Madrid na liderança do Campeonato Espanhol, mas fez de Luis Suarez, de 34 anos, o primeiro  uruguaio a marcar 500 gols, superando Edinson Cavani, ex-PSG, hoje no Manchester United, com 411, e Diego Forlan, que já encerrou a carreira, com 313. Luis Suarez fez de cabeça aos 9 do segundo tempo, após cruzamento do ala inglês Kieran Trippier.

18 TÍTULOS – Revelado no Nacional de Montevidéu, Luis Suarez está completando 15 anos na Europa, desde 2005-2006. Foi artilheiro no Holandês, com 35 gols pelo Ajax (111 gols em 159 jogos); no Inglês, com 31 gols pelo Liverpool (82 gols em 133 jogos), e do Espanhol, com 40 gols, em 2015-16, superando a hegemonia de Cristiano Ronaldo e Messi. Ao sair do Barcelona, Luis Suarez deixou o rastro de 198 gols em 283 jogos. No total da carreira, 500 gols em 661 jogos.

SELEÇÃO – Luis Suarez, apelidado de El Pistolero (O Pistoleiro), já ganhou 18 títulos em 15 anos na Europa, mas também brilhou pela seleção uruguaia com 63 gols em 116 jogos, ressaltando que sua maior conquista foi a de campeão como capitão da Copa America de 2011. Não foi só o gol de Luis Suarez que garantiu a liderança do Atlético de Madrid, mas também a defesa notável do goleiro esloveno Jan Oblak, de 28 anos, 1,88m, no pênalti que o atacante Joselu bateu no canto aos 44 do segundo tempo.

LÍDERES – Oblak, Savic, Gimenez e Hermoso; Trippier, Koke, Carrasco, Llorente e Lemar (Herrera); Correa (Saul) e Luis Suarez – o time do Atletico de Madrid, do técnico argentino Diego Simeone, líder do Campeonato Espanhol 2020-21, com 66 pontos – 20 vitórias, 6 empates, 2 derrotas, saldo de 33 gols (51 a 18) -, que após cinco rodadas não sofreu gol em casa. O Alavés, antepenúltimo, tentando evitar o rebaixamento, só venceu 5 dos 28 jogos, e completou seis jogos sem vitória.

Foto: O Liberal