MAIS DE 60 MIL TORCEDORES prestigiarão hoje (12) o último jogo do goleiro Diego Alves e do meia Diego Ribas, ambos de 37 anos, na despedida do Flamengo do Campeonato Brasileiro de 2022, no Maracanã, com o Avaí, 19º colocado. Será o 289º jogo de Diego Ribas, desde 2016, e o 217º de Diego Alves, desde 2017, só superados pelo meia Everton Ribeiro, de 33 anos, com 332 jogos, desde 2017. 

NO MARACANÃ, será o 105º jogo do goleiro, e o 122º do meia, que optou por encerrar a carreira, iniciada como campeão brasileiro de 2002 no Santos, saindo em 2004, após 127 jogos e 38 gols, para o FC Porto. Na Europa, a camisa que mais vestiu foi a do alemão Werder Bremen, em 137 jogos, com 55 gols, e antes de voltar ao Brasil, jogou na Juventus, Atlético de Madrid e no turco Fenerbahçe.

DIEGO RIBAS é o segundo com mais jogos (40) pelo Flamengo na Libertadores, depois de Everton Ribeiro (50). Marcou 44 gols, conquistou 12 títulos, valorizando todos, mas em especial o da Libertadores de 2019, que o Flamengo voltou a ganhar após 38 anos, por um motivo muito especial: foi dele a assistência para Gabriel marcar o gol da virada (2 x 1) sobre o River Plate, em Lima, Peru.

DIEGO RIBAS diz que está se retirando feliz, por tudo o que conseguiu em 20 anos de carreira, e faria todo o caminho de volta: “Desfrutei de grandes ambientes, convivi com excelentes companheiros, em equipes de nível elevado, e não poderia ter sido mais feliz do que nos últimos sete anos no Flamengo,  que guardarei no coração, e não só pelos 12 títulos, mas pelo tratamento que me deu”.

POUCOS SE LEMBRAM, mas o goleiro Diego Alves voltou ao Brasil em 2017, pela metade do que ganhava no Valencia, onde se tornou recordista de defesas de pênaltis. Ele defendeu 26, em 54 cobranças, incluídas as de Cristiano Ronaldo, do Real Madrid, Messi e Neymar, do Barcelona, e deixou a Europa pelo sonho de garoto da Tijuca de jogar no Flamengo e na seleção.

DEPOIS DO 1 x 1 da estreia na Arena Corinthians, em 30 de julho de 2017, o primeiro pênalti que Diego Alves defendeu com a camisa do Flamengo foi de Lucca, artilheiro da Ponte Preta, no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas. Desde então, 19 defesas em 40 cobranças, pondo à prova o sentido de colocação, o reflexo e a elasticidade do melhor goleiro do clube nos últimos cinco anos.

NO DIA A DIA do treinamento, Diego Alves foi sempre o primeiro a entrar e o último a sair, o que explica a excelente forma que sempre manteve e que o levou a ganhar 11 títulos. Para ele, o tri carioca de 2019-20-21, o bi brasileiro e da Libertadores, e também o vice mundial de clubes foram de muita relevância: “O profissional deve saber valorizar o título, muito importante para valorizar a carreira”.

5º, COM 62 PONTOS e 18 vitórias, o Flamengo termina 2022 hoje (12), no Maracanã, em sua pior posição nos últimos cinco Campeonatos Brasileiros, depois de vice em 2018 e 2021, e bicampeão em 2019-2020. Em 2021, com 71 pontos, teve menos 13 que o Atlético Mineiro, campeão com 84, e em 2022, se ficar em 5º, ou 4º, terá menos 16 ou 19 pontos do que o campeão Palmeiras, com 81 ou 84.

O FLAMENGO faz neste sábado (12) o 19º jogo do Brasileiro de 2022 com o mando de campo, com 11 vitórias, 3 empates, 4 derrotas. A campanha como visitante também foi abaixo do esperado, com 7 vitórias, 7 derrotas, 5 empates. Bom lembrar: em 10 jogos com o técnico português Paulo Sousa, 3 vitórias, 3 empates, 4 derrotas, 10 gols marcados e 10 sofridos. 

SERÁ O 28º JOGO do Brasileiro com Dorival Junior, que no turno ganhou 2 e perdeu 3, e nos 9 do returno, venceu 4, perdeu 2 e empatou 3 como visitante. Nos 9 jogos como mandante, Dorival Junior ganhou 5, empatou 2, perdeu 2. O técnico disse que a prioridade pela Copa do Brasil e Libertadores não permitiu que o time rendesse mais e chegasse em posição melhor no Campeonato Brasileiro. 

O FLAMENGO deveria iniciar com uma formação baseada em suplentes, mas o técnico decidiu escalar a força máxima para prestigiar a despedida dos Diegos e agradecer o apoio dos torcedores em todos os jogos. O time: Diego Alves, Rodinei, David Luiz, Leo Pereira e Ayrton Lucas; João Gomes, Arturo Vidal e Diego Ribas; Marinho, Gabriel e Cebolinha. Flamengo x Avaí será apitado por Edina Alves Batista.

Fotos: Torcedores, Jogada10 e Coluna do Fla