O FLUMINENSE TERÁ APOIO de 60 mil torcedores na largada pela vaga na final da Copa do Brasil, que depois de 16 anos de Vasco x Flamengo, campeão de 2006, poderá ser a segunda da história entre equipes cariocas. Com o favoritismo do Flamengo na outra semifinal, Fla-Flu na decisão de 2022 só depende do Fluminense.

O FLUMINENSE PRECISA de boa vantagem, na noite desta 4ª feira (24), no Maracanã, para suportar a pressão no jogo de volta da 5ª feira, 15 de setembro, na Arena Corinthians. A campanha de quatro vitórias e o resgate da autoestima, ao se livrar da derrota ao empatar em 2 x 2 com o Fortaleza, são credenciais tricolores.

É O OITAVO MATA-MATA, terceiro da Copa do Brasil, com o retrospecto de 101 jogos, desde o primeiro em 1933, a confirmar o equilíbrio: 36 vitórias do Corinthians, 34 do Fluminense, 30 empates, e a história de 70 anos, que nos leva ao túnel do tempo da decisão da II Copa Rio, que o Fluminense ganhou em 1952.

O FLUMINENSE VENCEU o Corinthians por 2 x 0, gols de Orlando e Marinho, artilheiros com cinco gols, na 4ª feira, 30 de julho, e ganhou a II Copa Rio com 2 x 2,  no 2º jogo, domingo, 3 de agosto, no Maracanã. “A decisão entre os campeões carioca e paulista foi emocionante” – destacou o Jornal dos Sports.

CASTILHO, PINHEIRO E DIDI eram os destaques do time campeão carioca de 51 e estavam na seleção brasileira, dirigidos por Zezé Moreira, que em 52 ganhou o Pan-Americano no Chile e em 54 disputou a 5ª Copa do Mundo na Suíça. O Fluminense foi campeão invicto da II Copa Rio no ano do seu cinquentenário.

O FLUMINENSE iniciará o jogo da noite de hoje (24) com Fabio, Samuel Xavier, Nino, Manoel e Caio; André, Nonato e Ganso; Mateus Martins, Cano e Arias, equipe que só perdeu 1 dos últimos 16 jogos. O goleiro Fabio continuará em 2023, após cumprir a meta de 60% dos jogos, com elogios à sua excelente imagem no clube.

Foto: Carmen Flores/Getty Images