Lateral-direito firme na marcação e preciso nos cruzamentos, Moreira foi bicampeão no Botafogo e campeão no Flamengo, jogando sempre com determinação e a orientação de Zagallo, a quem reconhece e faz questão de exaltar como o melhor de seus técnicos: “Ele era direto e objetivo, durante os treinos da semana, antes e no intervalo dos jogos.

O PRIMEIRO – Moreira ganhou o primeiro título carioca aos 23 anos, em 12 dos 18 jogos do Botafogo, que sofreu só uma derrota (2 x 0) para o Vasco. Participou de seis dos 30 gols, a metade dos quatro de Roberto e em dois dos seis de Gerson, artilheiros do time, em que Airton, Ferreti e Jairzinho se revezavam na outra vaga do ataque.

O BI EM 68 – Na campanha de 68, Moreira esteve em 16 dos 18 jogos e o Botafogo marcou mais 10 gols (40) e sofreu menos um (10) que no título anterior. Ele recorda: “A defesa era tão boa quanto o ataque e tinha a proteção do Carlos Roberto, preciso no primeiro combate“. Foram os dois primeiros títulos de Zagallo, a quem Moreira sempre repete elogios.

Selefogo, 1968 – Moreira, Félix (Fluminense), Brito (Vasco), Leônidas, Carlos Roberto e Valtencir. Agachados – Nado (Vasco), Gerson, Roberto, Jairzinho e Paulo Cesar.

NOMES DE 70 – Moreira recorda que o bi do Botafogo foi a base de Zagallo para o tri de 70 no México: “Ele usou em 68 quase todo o nosso time na goleada de 4 x 1 da Selefogo na Argentina, com direito a mais de 50 toques de bola e a torcida gritando olé no Maracanã”. Além dessa exibição, Moreira lembra que os 4 x 0 no Vasco, na final de 68, foram primorosos. Em 70, Gerson, Jairzinho, Roberto e Paulo Cesar arrebentaram.

Santos FC, 1971 – Moreira, Ramos Delgado, Cejas, Marçal e Rildo; agachados – Pelé, Clodoaldo e Nenê; sentados – Rogério, Ferreti e Edu.

TRÊS POR UM – Moreira ainda jogou em 69 e 70 no Botafogo, mas em 71 foi trocado com o Santos, junto com Rogério e Ferreti, por Carlos Alberto Torres. Em 72, voltou a ter o comando de Zagallo no Flamengo, e com ele ganhou mais um Carioca: Além da alegria do título, reencontrei Rogério e Paulo Cesar, excelentes companheiros” – disse Moreira. 

Flamengo, 1972 – Renato, Chiquinho, Moreira, Reyes, Liminha e Vanderlei Luxemburgo. Agachados – massagista Gilson Aguiar (Mineiro), Rogério, Zé Mário, Caio, Doval e Paulo Cesar.

NO TEXAS – O carioca Ismael Moreira Braga comemora 75 anos, hoje (18), em paz, na área nobre do Leblon. Com a cidadania americana, foi executivo de uma das grandes empresas petrolíferas do estado do Texas, no Sul dos Estados Unidos, durante mais de 20 anos. Sem álcool e sem fumo, joga pelada na praia com o fôlego dos tempos de lateral.

Fotos: Terceiro Tempo,