Escolha uma Página

73.614 TORCEDORES aplaudiram o último jogo de Toni Kroos no estádio Santiago Bernabeu, depois de 10 temporadas com a camisa do Real Madrid, que honrou em 464 jogos, com 28 gols e 21 títulos, números que quer e pode aumentar no próximo sábado, 1 de junho, com a 15ª Champions do clube e sua 6ª, em Wembley.

TONI KROOS teve outros motivos para se emocionar na noite deste último sábado (25) de maio: o corredor de honra ao entrar em campo, aplaudido pelos companheiros, todos usando a camisa 8 com seu nome; o mosaico gigante, com sua imagem e duas palavras que diziam tudo: Gracias, Leyenda (Obrigado, Lenda).

O MAIS TOCANTE o levou às lágrimas: a entrada em campo da esposa Jéssica Farber, com os filhos Leon, Amelie e Fin. Toni Kroos saiu aos 40 do 2º tempo, passando a braçadeira de capitão ao meia croata Luka Modric. Os torcedores se levantaram para aplaudi-lo pela última vez no terceiro maior estádio da Europa.

O RECORDISTA Real Madrid, 36 vezes campeão espanhol, 14 vezes campeão da Europa, ficou no 0 x 0 com o Betis, que teve dois gols anulados por impedimento. Nada capaz de tirar o brilho da campanha de 95 pontos, 29 vitórias, 8 empates, 1 derrota, saldo de 61 gols (87 a 26), menos ainda da despedida de Toni Kroos.

PROFISSIONAL na acepção da palavra, correto, sério, aplicado, Toni Kroos, de 34 anos, estreou no Real Madrid em 17 de julho de 2014, e ganhou 21 títulos: 5 Mundiais de clubes, 4 Champions, 4 Supercopas da Espanha, 4 Campeonatos Espanhóis, 3 Supercopas da Europa e 1 Copa do Rei da Espanha.

A DESPEDIDA DE MBAPPÉ DO PSG

REVELAÇÃO E CAMPEÃO da Copa do Mundo de 2018; vice-campeão e artilheiro da Copa do Mundo de 2022, Mbappé se despediu hoje (25) do PSG, sem fazer gol, mas ganhando a 4ª Copa da França, seu 15º título em sete temporadas, na vitória sobre o Lyon por 2 x 1, no estádio Pierre-Mauroy, em Lille, quarta maior cidade do país.

MBAPPÉ continuará sendo destaque na próxima temporada, mas com a camisa do Real Madrid, e também pelos números astronômicos do contrato de cinco anos com o clube mais rico da Europa e um dos cinco mais ricos do mundo: 15 milhões de euros (R$80 milhões) por temporada, e bônus de 150 milhões de euros (R$800 milhões).

A VITÓRIA DO PSG na final deste sábado (25) da Copa da França foi facilitada por falhas do goleiro Lucas Perri, ex-Botafogo, nos gols do atacante francês Dembélé, de cabeça, e do meia espanhol Fabián Ruiz. Nos dois lances, Lucas Perri se mostrou indeciso na saída do gol e os adversários foram rápidos para concluir.

Fotos: gettyImages, Angel Martinez/GettyImages, Diego Souto/GettyImages,