Com certeza, o técnico Andrea Pirlo sabia do risco a que estava se expondo, mas resolveu deixar o artilheiro em Turim, e pagou caro, pela falta que Cristiano Ronaldo faz. A Juventus ficou só no 1 x 1 com o recém promovido Benevento, treinado por Filippo Inzaghi, outro notável do futebol italiano, que brilhou a maior parte da carreira, tal qual Pirlo, com a camisa rossonera do Milan. Gol, só no primeiro tempo: o artilheiro espanhol Alvaro Morata fez o da Juventus, aos 22, e o lateral-direito Gaetano Letizia, napolitano de 30 anos, dedicou o gol do empate à memória de Diego Maradona, que viu brilhar com a camisa azul do Napoli.

APLAUSOS – Antes do jogo, com as equipes lado a lado, o minuto de silêncio. Aos 10 minutos, quando o árbitro Fabrizio Pasqua apitou, parando o jogo, a surpresa: um minuto de aplausos, dos jogadores e dos técnicos, reverenciando a memória de Diego Maradona, no estádio Ciro Vigorito, da cidade de Benevento, na região da Campania, a 233 km da capital Roma. A Federação Italiana de Futebol já havia decidido pela homenagem, em todos os jogos da rodada, antes mesmo do pedido da FIFA.

1 x 1 JUSTO – Só dois brasileiros no jogo, com atuações discretas: o lateral-esquerdo Danilo e o volante Artur, substituído aos 17 do segundo tempo pelo uruguaio Rodrigo Betancur. Único do time advertido com cartão amarelo, o lateral colombiano Juan Cuadrado foi dos poucos que renderam bem, assim como o estreante Gianluca Frabotta, de 21 anos, zagueiro romano de 1,87m, que aos poucos deve suceder a Leonardo Bonucci, de 33. O meia-atacante argentino Paulo Dybala não fez boa exibição.

GOLEIRO – Ainda que não muito exigido, o goleiro Lorenzo Montipò, de 24 anos, 1,81m, do Benevento, fez boas defesas e deve ter chance na seleção com o técnico Roberto Mancini, que mantém Gianluigi Donnarumma, de 21 anos, 1,96m, do Milan, como titular. Quem se impôs bem na marcação foi o experiente zagueiro polonês Kamil Glik, de 32 anos, 1,90m, que ganhou a maioria dos lances com os atacantes da Juventus. Marca duro, sabe se antecipar nos desarmes e é muito seguro nas bolas altas.

EXPULSÃO – Assim que o árbitro Fabrizio Pascua apitou o final, com sete minutos de acréscimos, o atacante madrilenho Alvaro Morata, de 28 anos, emprestado à Juventus pelo Atlético de Madrid, foi expulso por ofensas. Benevento 1 x 1 Juventus teve 26 faltas – 13 de cada time – e cinco cartões amarelos, quatro do Benevento, que acertou 266 passes, menos 302 que a Juventus (568).

OS TÉCNICOS – Filippo Inzaghi, de 47 anos, técnico do Benevento, foi atacante do Milan durante 11 anos, marcando 130 gols em 305 jogos, entre 2001 e 2012, quando ganhou dois títulos italianos e a Liga dos Campeões. Campeão do mundo em 2006, disputou 57 jogos e marcou 25 gols. Andrea Pirlo, de 41 anos, foi da mesma época de Inzaghi no Milan, com 401 jogos e 49 gols. Durante sete temporadas consecutivas, ganhou o prêmio de melhor batedor de faltas do mundo.

COM OS 3 x 0 de ontem (28) da visitante Inter sobre o Sassuolo, só há dois invictos no campeonato: a Juventus, quinto com 17 pontos, e o líder Milan, com 20, que neste último domingo (29) de novembro recebe a Fiorentina, no estádio de San Siro. A Roma, do técnico português Paulo Fonseca, está em quarto, com 17 pontos, e pode terminar a nona rodada na vice-liderança, tirando Inter e Sassuolo, com 18, se vencer o Napoli, sexto colocado, no estádio San Paolo, que em breve terá o nome de Diego Maradona. Paulo Fonseca, de 49 anos, é considerado pelos críticos italianos como o melhor treinador estrangeiro.

Foto: Ojogo