A CHANCE DE O BENFICA SE CLASSIFICAR às quartas de final da Liga dos Campeões, seria com a vitória sobre o Ajax, no jogo da noite desta 4ª feira (23), no estádio da Luz, em Lisboa. Mas o empate em 2 x 2, depois de duas vezes em desvantagem, praticamente anulou a possibilidade no jogo de volta na Holanda. Aí, entra na história, a praga que o técnico húngaro Bela Guttmann rogou há 60 anos, ao ser demitido.

“SEM MIM, NEM DAQUI A 100 ANOS o Benfica voltará a ser campeão da Europa” – disse Bela Guttmann, que chegou a Lisboa em 1959, após ganhar o Campeonato Paulista de 1957 com o São Paulo. O técnico assumiu o Benfica em 1959 e simplesmente interrompeu a série de cinco títulos consecutivos de campeão europeu do Real Madrid, levando o campeão português a ser bi da Europa em 60-61 e 61-62. 

TÉCNICO QUE LANÇOU EUSÉBIO, aos 19 anos, no Torneio de Paris de 61, estreando com três gols na final que perdeu por 6 x 3 para o Santos, Bela Guttmann ganhou a decisão da Liga dos Campeões 60-61 com 3 x 2 no Barcelona, no estádio Wankdorf, em Berna, na Suíça. O bi, em 61-62, em Amsterdam, na Holanda, teve sabor ainda mais especial, com 5 x 3 no pentacampeão Real Madrid.

O BENFICA NÃO DEU AUMENTO a Bela Guttman, quando discutiam o novo contrato, nem admitiu uma bonificação ao técnico pelos títulos de bicampeão europeu. Guttman deixou o clube amargurado e proferiu então a frase, que os mais antigos sempre recordam, por ter sido destaque na primeira página dos jornais da época: “Sem mim, nem daqui a 100 anos o Benfica voltará a ser campeão da Europa”. 

EM 28 DE FEVEREIRO DE 2014, quando completou 110 anos, o Benfica inaugurou uma estátua de bronze, em tamanho natural de Bela Guttmann, na entrada principal do estádio da Luz, em Lisboa, feita pelo escultor Szatmari Juhos Laszlo, presidente da Sociedade Húngara de Escultura. O objetivo simbólico é o de quebrar a maldição contida na frase do técnico. Na próxima 2ª (28), o Benfica completa 118 anos.

O BENFICA SÓ SE LIVROU da derrota, nesta 4ª (23), aos 32 do 2º tempo, com o gol de cabeça do ucraniano Roman Yaremchuk. O Ajax fez 1 x 0, gol do sérvio Dusan Tadic, e o empate do Benfica foi com o gol contra do francês Sébastien Haller, que três minutos depois se reabilitou e marcou o 2º do Ajax. Haller fez 29 gols em 29 jogos e é o 1º do Ajax a marcar 11 gols na mesma edição da Liga dos Campeões.

NO OUTRO JOGO, o 1 x 1 em Madrid foi melhor para o Manchester United, que decidirá a vaga em casa. O gol do Atlético de Madrid foi do português João Félix, de cabeça, antecipando-se ao zagueiro Maguire, após cruzamento precioso do brasileiro Renan Lodi. O sueco Anthony Elanga, de 19 anos, desde os 12 no Manchester United, empatou no 2º tempo. Irreconhecível, Cristiano Ronaldo teve uma noite apagada. 

DEZENOVE GOLS foram marcados nos jogos de ida das oitavas de final, sem nenhum 0 x 0, com destaque para os 5 x 0 do Manchester City sobre o Sporting, campeão português, em Lisboa. Dia 9 de março começam os jogos de volta, com tendência de que se classifiquem para as quartas de final PSG, mesmo como visitante no jogo com o Real Madrid; Manchester City, Bayern, Liverpool, Chelsea, Juventus, Ajax e Manchester United.

Foto: Vavel