Escolha uma Página

Com muita criatividade e desenvoltura, o Flamengo mereceu entrar no mata-mata das oitavas de final como primeiro do Grupo A, ao golear (4 x 0) o Independiente del Valle, na noite de ontem (30), no Maracanã. O time dosou bem as energias e dividiu o placar com dois gols em cada tempo, tendo chance de devolver os 5 x 0 do jogo de ida na altitude do Equador. Pelo segundo jogo consecutivo, o goleiro Hugo Souza teve participação firme, com defesas seguras e sempre sempre bem calculadas.

O PRIMEIRO – O Flamengo foi superior desde o início, mas só abriu o placar aos 26, com o primeiro gol de Lincoln em sete jogos. Ele soube acompanhar a jogada e o cruzamento do lateral Mateuzinho para concluir no momento certo. Também foi de Lincoln, aos 31, o início da jogada, que ganhou com um carrinho, para acionar Gabriel, que deu boa assistência para Pedro fazer seu décimo primeiro gol em 26 jogos na temporada.

O ARTILHEIRO – Ao substituir Gabriel, que torceu o tornozelo no final do primeiro tempo, Bruno Henrique deixou sua marca de artilheiro na volta do intervalo. No primeiro gol que marcou, aos seis minutos, aproveitou bem o rebote do goleiro Pinos, que não teve como segurar o chute de Arrascaeta, que também lhe deu assistência para fechar a goleada aos 27, passando até pelo goleiro. Bruno Henrique está com dez gols marcados em 2020.

ÚNICO SEM EMPATE – O Flamengo assumiu a liderança do Grupo A, único sem empate, com 12 pontos – 4 vitórias, 1 derrota, saldo de 4 gols (11 a 7) – e o último jogo será dia 21 de outubro, no Maracanã, com o Junior Barranquilla, ainda com chance de disputar a segunda vaga. O time colombiano tem 6 pontos – 2 vitórias, 3 derrotas, saldo negativo de 2 gols (7 a 9) – e pode empatar em pontos com o Independiente del Valle, com 9, mas com saldo de 4 gols (12 a 8). O Independiente del Valle jogará em casa com o já eliminado Barcelona de Guaiaquil

FLAMENGO – Hugo Souza, Mateuzinho (Isla), Gabriel Noga, Natan e Ramon; Tiago Maia (Diego Ribas), Gerson e Arrascaeta (cap); Gabriel (Bruno Henrique), Pedro (Michael) e Lincoln (Guilherme Bala). Pela segunda vez, o assistente Jordi Guerrero dirigiu o time, enquanto Domènec Torrent se recupera dos efeitos da Covid-19. O Flamengo volta ao Maracanã, domingo (4), para o jogo da décima terceira rodada com o Athletico Paranaense.

ARBITRAGEM – Fernando Rapallíni, de 42 anos, da Associação de Futebol da Argentina e da FIFA, teve arbitragem correta. Único cartão amarelo que aplicou no primeiro tempo foi o da advertência ao atacante Gabriel Torres, aos 22 minutos, pela falta dura no zagueiro Gabriel Noga, também advertido no segundo tempo, aos 46 minutos, por parar contra-ataque. O nível disciplinar de Flamengo 4 x 0 Independiente del Valle foi bom.

Foto: Alexandre Vidal/CRF