Sem dar sinal de recuperação, jogo após jogo, o Botafogo continua acumulando números negativos muito preocupantes, que tornam a missão de escapar do rebaixamento ainda mais complicada a cada rodada. Depois de terminar o turno empatando em 2 x 2, em casa, com o Ceará, esperava-se o início da reação, mas o time sofreu seis derrotas consecutivas, e o pior: mostrou-se apático, sem vontade, sem determinação, sem nada de que um time, em situação ruim, precisa para evitar a queda final.

AS OBSERVAÇÕES do ex-goleiro Jefferson, após a goleada para o São Paulo, foram corretas e se ajustaram ao que ele e todos os observadores viram o time mostrar no Morumbi: “A falta de confiança nas próprias forças, mostrando que já jogou a toalha”. O Botafogo precisa mudar de postura, ter mais confiança, acreditar no seu verdadeiro potencial e não se deixar entregar a cada jogo, sem somar os pontos de que precisa para sair do rebaixamento. Convenhamos que não é pedir muito.

O BOTAFOGO não pode continuar como o time com menos vitórias nem como o quarto dos que mais perderam. O Botafogo não pode ser o terceiro com pior saldo de gols. O Botafogo precisa reagir para sair do penúltimo lugar, que não é o lugar da sua história. O jogo deste sábado (12), se o Botafogo não tiver coragem para ganhar na Arena Beira Rio, vai levá-lo ao último lugar, com nova derrota, desde que o Goiás, em casa, vença o Grêmio sem o time completo.

UMA DAS TRÊS vitórias do Botafogo foi precisamente sobre o Internacional, no jogo do turno, quando também venceu, em seu estádio Nilton Santos, o então líder Atlético Mineiro. Hoje (12), o Internacional, eliminado da Libertadores, volta à Arena Beira Rio para tentar a primeira vitória no returno, depois de empatar com o Coritiba, de levar a virada do Fluminense, e de perder fora de casa para o Santos, e empatar com o Atlético Goianiense e com o Atlético Mineiro.

FAZ DOIS MESES que o Botafogo conseguiu a última vitória, nos 2 x 1 sobre o Sport, na décima quinta rodada, dia 11 de outubro, em Recife. Os últimos seis resultados, com derrotas por 1 x 0 para o Bahia e o Flamengo; por 2 x 1 para o Bragantino, Fortaleza e Atlético Mineiro, e a terrível goleada de 4 x 0 do São Paulo, que fiquem na conta do passado. O Botafogo precisa recomeçar a trajetória de vitórias, que sempre escreveram com letras maiúsculas suas muitas e grandes conquistas.

Foto: Jornal Express Carioca