LIONEL MESSI viveu uma noite especial, neste primeiro sábado (3) de dezembro, ao completar 1000 jogos e 789 gols, com o que marcou aos 35 minutos do 1º tempo, abrindo caminho para a vitória sobre a Austrália por 2 x 1, na classificação da Argentina para as quartas de final com a Holanda, na próxima 6ª feira (9).

DESDE A ESTREIA, no amistoso da 4ª feira, 17 de agosto de 2005, no antigo Nepstadion (Estádio do Povo), em Budapeste, Hungria 1 x 2 Argentina, Messi completou neste sábado (3), no Catar, 169 jogos e 94 gols pela seleção. Foi seu 23º jogo e o 9º gol, ao entrar no grupo seleto dos que jogaram cinco Copas do Mundo.

BEM FAMÍLIA, MESSI faz uma pausa e pede um tempo: “É a mais especial e a mais importante das minhas cinco Copas, com meus filhos crescendo e entendendo tudo. O Thiago, que é o mais velho, só agora está sabendo o que é uma Copa, assistindo e compreendendo tudo. Thiago tem 10 anos, Mateo, 7, e Ciro, 4. 

NA VITÓRIA sobre a Austrália, Messi igualou-se a Paolo Maldini, recordista de jogos com a camisa do Milan (902) e com 125 jogos pela seleção, 23 em Copas do Mundo. Com mais dois jogos, Messi igualará Klose, que fez 24 jogos, e com mais três, será o recordista de jogos em Copas, com 26, ultrapassando os 25 de Lothar Matthaus.

OUTRA MARCA de Messi: com o gol na Austrália, ele se tornou o segundo argentino com mais gols em Copas do Mundo, superando Maradona, que fez 8. E se fizer mais três gols, ultrapassará Gabriel Batistuta, que marcou 10 gols em 12 jogos, nas Copas de 94, 98 e 2002. Batistuta é o maior artilheiro da Fiorentina: 206 gols em 328 jogos.

ARGENTINA 2 x 1 AUSTRÁLIA registrou 45.032 espectadores no estádio Ahmad bin Ali. O árbitro polonês Szymon Marciniak, de 41 anos, teve atuação correta, apitando 23 faltas (8 da Argentina) e aplicando cartões amarelos nos meias australianos Irvine e Degenek. Seguindo orientação da Fifa, o gol australiano, em chute de Craig Goodwin, foi anotado como gol contra, pelo desvio em Enzo Fernandez.

LA NACION, prestigioso jornal argentino, estampou: “Memorável. O Messi mais sábio e mais bravo que a seleção já viu foi um líder com o coração na mão”. O diário esportivo Olé, publicou: “Vamos Argentina! Com garra, coração e Messi, vamos às quartas de final”.

JULIAN ALVAREZ, atacante de 22 anos, comprado do River em janeiro pelo Manchester City, a pedido do técnico Guardiola, fez o 2º gol, que acabou sendo o da vitória, aos 32 do 2º tempo, finalizando com o gol vazio. Atento, ele soube aproveitar bem a falha do goleiro, que saiu jogando errado com os pés.

Fotos: R7, UOL e Metrópoles