Depois das vitórias difíceis na estreia como visitantes, por coincidência, pelo mesmo placar de 3 x 2, Flamengo e Palmeiras fazem na noite desta última terça (27) de abril o primeiro jogo em casa da fase de grupos, como grandes campeões de 2019 e 2020, tentando o terceiro título da Libertadores, como os recordistas brasileiros Santos, São Paulo e Grêmio já conseguiram.

FLAMENGO – Líder do Grupo G, o Flamengo é o favorito da noite no Maracanã e deve iniciar com a formação que ganhou do Velez, na Argentina: Diego Alves, Isla, Arão, Gustavo Henrique e Filipe Luis; Diego, Gerson, Everton Ribeiro e Arrascaeta; Gabriel e Bruno Henrique. O Union La Calera, quinto entre os dezessete do Campeonato Chileno, não vence há três jogos: 1 x 1 com o Audax e 0 x 1 com o O’Higgins. Na estreia da Libertadores, empatou em casa (2 x 2) com a LDU, do Equador.

PALMEIRAS – Líder do Grupo A, o Palmeiras recebe o Independiente del Valle, do Equador, que na estreia empatou em casa (1 x 1) com o uruguaio Defensa y Justicia. O Palmeiras não terá Alan Empereuer e Matias Viña, suspensos, e manterá a formação com três zagueiros na noite de hoje (27), no Allianz Parque: Weverton, Luan, Gustavo Gomez e Renan; Marcos Rocha, Danilo, Patrick de Paula, Raphael Veiga e Victor Luis; Rony e Luiz Adriano.

SANTOS – Derrotado em casa na estreia pelo Barcelona, do Equador, por 2 x 0, o Santos tenta a reabilitação em jogo complicado no estádio da Bombonera, em Buenos Aires, com o Boca, seis vezes campeão da Libertadores, que ganhou na estreia por 1 x 0 do The Strongest, na altitude de 3.640 metros de La Paz, pelo Grupo C. Primeiro jogo do técnico Marcelo Fernandes, após a renúncia do argentino Ariel Holan. Lucas Braga substituirá Soteldo, negociado com o Toronto, do Canadá.

ATLÉTICO – Depois de atuação frustrante no 1 x 1 com o La Guaira, na Venezuela, o Atlético tenta vencer nesta terça (27), no Mineirão, o América de Cali, que estreou perdendo (2 x 0), em casa, para o Cerro Porteño, do Paraguai. Além dos protestos dos torcedores, que picharam os tapumes da obra do novo estádio, pedindo a saída do técnico, Cuca tem outro problema: a cobrança do atacante Hulk, que pediu para ficar mais tempo em campo. Não se sabe se ele iniciará o jogo do Grupo B.

INTERNACIONAL – Último do Grupo B, com a derrota por 2 x 0 na estreia para o Always Ready, na Bolívia, o Internacional receberá hoje (27) o Deportivo Tachira, da Venezuela, que venceu em casa o Olímpia, do Paraguai, por 3 x 2. Thiago Galhardo ou Yuri é a dúvida do técnico espanhol Miguel Angel Ramirez, cujo trabalho não conta com a aprovação da maioria dos torcedores. 

TRICOLORES – No complemento da segunda rodada, Fluminense e São Paulo só entrarão em campo quinta (29). No Grupo D, único com dois empates em 1 x 1, o Fluminense tentará ganhar do Independiente Santa Fé, que empatou o clássico colombiano com o Junior Barranquilla, adversário no Morumbi do São Paulo, brasileiro que obteve a vitória mais expressiva na estreia: 3 x 0 no Sporting Cristal, em Lima, capital do Peru.

Foto: Jornal do Comércio