Escolha uma Página

Reiniciada em 2020, depois de 27 anos, a Supercopa do Brasil 2021 será decidida amanhã (11), no estádio Mané Garrincha, em Brasília, com o Flamengo tentando ser o primeiro a ganhar duas vezes consecutivas, e o Palmeiras em busca do título inédito, em sua primeira decisão no Distrito Federal. O Grêmio foi o primeiro vencedor da Supercopa em 1990; o Corinthians, segundo em 1991, e o Flamengo, terceiro em 2020. A novidade é um carro, modelo esportivo, para o craque de Flamengo x Palmeiras.

A ESCOLHA – Campeões nas duas equipes, os canhotos Zinho, de 53 anos, e Djalminha, de 50anos, escolherão o melhor de cada time, e os torcedores participarão pela internet. No Flamengo, Zinho foi campeão carioca em 86, 91 e 2004, e no Palmeiras, campeão paulista e brasileiro em 93 e 94. Djalminha foi campeão carioca em 91 e brasileiro em 92 no Flamengo, e campeão paulista em 96 no Palmeiras. Zinho e Djalminha foram campeões da Copa do Brasil em 1990 no Flamengo.

CAMPEÕES – Clubes que mais investiram no futebol brasileiro nos últimos anos, Palmeiras e Flamengo estão tendo o retorno que merecem. Bicampeão carioca e brasileiro em 2019 e 2020, o Flamengo voltou a ser campeão sul-americano em 2019. O Palmeiras, com mais títulos brasileiros, foi campeão paulista, sul-americano e da Copa do Brasil em 2020. O jogo de amanhã (11), em Brasília, coloca, frente a frente, o Flamengo, campeão brasileiro, e o Palmeiras, campeão da Copa do Brasil.

PALMEIRAS – Weverton, Marcos Rocha, Luan, Gustavo Gomez e Matias Viña; Felipe Melo, Zé Rafael e Raphael Veiga; Rony, Breno Lopes e Willian. Técnico – Abel Ferreira, 42 anos, nascido em Penafiel, distrito do Porto, é o vigésimo terceiro técnico estrangeiro, oitavo europeu e primeiro português da história de 106 anos do Palmeiras. Nos últimos seis jogos com o Flamengo, três empates e três derrotas, com onze gols sofridos e quatro marcados.

FLAMENGO – Diego Alves, Isla, Willian Arão, Rodrigo Caio e Filipe Luis; Diego, Gerson, Arrascaeta e Everton Ribeiro; Gabriel e Bruno Henrique. Técnico – Rogerio Ceni, 48 anos, natural de Pato Branco, município do Sudoeste do Paraná, nunca perdeu como técnico para o Palmeiras fora de São Paulo. Em seis jogos, três vitórias, e as três derrotas foram no Allianz Parque. No jogo mais recente, dia 21 de fevereiro de 2021, em Brasília, Flamengo 2 x 0 Palmeiras, Luan (contra) e Pepê.

ÁRBITRO – O prêmio ao craque de Flamengo x Palmeiras, a Confederação Brasileira de Futebol já antecipou a Leandro Vuaden, que ganhou em março um carro 0 km, como melhor árbitro de 2020, com 41 atuações na Série A. Gaúcho, 45 anos, desde 2001 na CBF, Vuaden é de Roca Sales, a 143 km de Porto Alegre, município que se chamava Conventos Vermelhos, e mudou de nome após a visita do presidente argentino Julio Roca, em 1899, retribuída em 1990 por Campos Sales, quarto presidente do Brasil.

PÚBLICO – Sete mil convidados especiais da Confederação Brasileira de Futebol estarão amanhã (11) no estádio Mané Garrincha, todos profissionais da saúde do Distrito Federal, com atestado de vacinação contra a Covid-19. A decisão da diretoria da CBF não é só uma homenagem, mas o reconhecimento ao trabalho que continua sendo desenvolvido, com muita intensidade e empenho, no combate à pandemia.

JOGO 118 – Palmeiras e Flamengo disputarão amanhã (11) o jogo de número 118 da história que iniciaram no amistoso do domingo, 24 de março de 1929, quando o Palmeiras ainda era Palestra Itália. No estádio da Rua Paysandu, onde o público ficava em pé, atrás de uma cerca de madeira, em volta do gramado, o Flamengo venceu por 1 x 0, gol de Nonô – 1899 – 1931 -, primeiro artilheiro de sua história (124 gols em 143 jogos). Carioca, 1,95m, fez muito gol de cabeça, e jogava de boné branco.

VANTAGEM – Desde então, em 117 jogos, vantagem do Palmeiras: 46 vitórias, com 194 gols; 39 vitórias do Flamengo, com 171 gols, e 32 empates. Em Campeonato Brasileiro, 21 vitórias do Palmeiras, com 79 gols; 19 vitórias do Flamengo, com 82 gols, e 19 empates. Na estatistica mais recente dos últimos 11 jogos, nos últimos cinco anos – 2015 a 2020 -, 4 vitórias do Palmeiras, com 17 gols; 2 vitórias do Flamengo, com 16 gols, e 5 empates.

RIO E SÃO PAULO – Como em todos os clássicos, o mando de campo sempre exerce influência. No Maracanã, em 42 jogos, 21 vitórias do Flamengo, com 79 gols; 13 vitórias do Palmeiras, com 62 gols, e 8 empates. No antigo estádio Palestra Itália, em 20 jogos, 11 vitórias do Palmeiras, com 36 gols; 5 vitórias do Flamengo, com 24 gols, e 4 empates. No atual Allianz Parque, em 5 jogos, uma vitória de cada time e três empates, com oito gols sofridos e oito gols marcados.