Escolha uma Página

COM POUCA SENSIBILIDADE e muito atraso na consulta aos 20 clubes, a Confederação Brasileira de Futebol decidiu anunciar na noite desta 4ª feira (15) a paralisação da Série A, com a aprovação de 15 e o voto contra do Flamengo (3º), São Paulo (5º), Bragantino (8º), Palmeiras (9º) e Corinthians (16º).

OS JOGOS DOS DOIS PRÓXIMOS fins de semana, da 7ª e 8ª rodadas não serão realizados, por decisão da maioria, na ordem de classificação: Athletico (1º), Bahia (2º), Botafogo (4º), Cruzeiro (6º), Atlético (7º), Internacional (10º), Fortaleza (11º), Grêmio (12º), Vasco (13º), Criciúma (14º), Juventude (15º), Fluminense (17º), Vitória (18º), Atlético Goianiense (19º) e Cuiabá (20º).

CINCO JOGOS FORAM ADIADOS, em virtude das enchentes no Rio Grande do Sul: na 5ª rodada, Cruzeiro x Internacional, Grêmio x Criciúma e Juventude x Atlético Goianiense, e na 6ª rodada, Atlético x Grêmio e Internacional x Juventude. Na 2ª rodada, Cuiabá (pela Copa Verde) x Vitória, e 3ª rodada, Criciúma x Fortaleza (pela Copa do Nordeste).

OS TRÊS CLUBES GAÚCHOS não estão participando desde o final de abril. Grêmio e Internacional admitem que precisarão de pelo menos mais um mês para que seus estádios possam ser utilizados. O Juventude, de Caxias do Sul, na Serra gaúcha, não se pronunciou quanto ao prazo.

NA REUNIÃO DA ÚLTIMA 2ª feira (27) do Conselho Técnico da Confederação Brasileira de Futebol os clubes decidirão se a Série A será retomada no primeiro fim de semana de junho (1 e 2), ou se o Campeonato Brasileiro continuará paralisado. Tudo está condicionado à situação climática do Rio Grande do Sul.

Foto: Divulgação