Escolha uma Página

NO DÉCIMO JOGO DO TÉCNICO TITE, o Flamengo sofreu a pior derrota, diante de mais de 65 mil torcedores, na noite de ontem (29), no Maracanã, onde o Atlético Mineiro poderia ter ido além de 3 x 0. Artilheiro do Campeonato Brasileiro com 18 gols, o carioca Paulinho, emprestado pelo Bayer Leverkusen, abriu o placar logo aos 8 minutos, com assistência de Hulk, que só será julgado após o campeonato, por intercessão do Palmeiras, interessado em que o Atlético vencesse.

O DOMÍNIO DO ATLÉTICO aumentou na volta do intervalo, com o gol do meia Edenilson, logo aos 2 minutos, com assistência de Paulinho. Pouco depois de substituir Igor Gomes, o meia Rubens aproveitou a boa assistência do atacante argentino Cristian Pavon e marcou o terceiro gol. Depois de 1 x 1 no Fla-Flu e de seis vitórias sem levar gol, o técnico Tite sofreu a pior das três derrotas no Flamengo, após as viradas do Grêmio (3 x 2) e do Santos (2 x 1), em jogos fora de casa.

O FLAMENGO SAIU da vice-liderança para o quarto lugar, igual em pontos (63) e em vitórias (18) ao Atlético Mineiro, mas em desvantagem no saldo de gols (14 a 22). O Atlético marcou 49 e sofreu 27, enquanto o Flamengo marcou 54 e sofreu 40. O Flamengo também é superado no saldo pelo vice-líder Botafogo, com 63 pontos e 18 vitórias, que marcou 57 e sofreu 34. O Flamengo igualou sua maior marca derrotas (19), depois de oito anos, ao sofrer 19 em 2015.

O TIME QUE PERDEU para o Atlético por 3 x 0: Rossi, Mateuzinho (Wesley), Fabricio Bruno, Leo Pereira e Ayrton Lucas; Tiago Maia (Everton Ribeiro, depois Luis Araújo), Gerson e Arrascaeta; Cebolinha (Gabriel), Pedro e Bruno Henrique. O Flamengo faz domingo (3) o último jogo do ano no Maracanã com o Cuiabá, e encerra a participação no Brasileiro de 2023, 4ª feira (6), no Morumbi, onde perdeu a Copa do Brasil para o São Paulo.

ATLÉTICO MINEIRO – Everson, Saravia (Mariano), Mauricio Lemos (Igor Rabelo), Jemerson e Arana; Otavio, Edenilson, Zaracho (Alan Franco) e Igor Gomes (Rubens); Paulinho (Cristian Pavon) e Hulk. O técnico Luiz Felipe Scolari elogiou a aplicação da equipe e resumiu sobre as chances de título: “Temos que continuar sabendo aproveitar as chances que nos deram. Faltam duas rodadas e no futebol tudo pode acontecer”.

FLAMENGO 0 x 3 ATLÉTICO MINEIRO registrou R$4.039.092,50. 65.305 presentes no Maracanã. Duas noites depois de apitar Goiás 0 x 1 Cruzeiro, em Goiânia, o árbitro catarinense Ramon Abatti Abel, de 34 anos, esbanjou condicionamento físico, acompanhando os lances sempre de perto. Foi correto ao advertir com cartão amarelo Fabricio Bruno, Gerson e Leo Pereira, e os atleticanos Zaracho e Jemerson. O Flamengo voltou a perder após um empate e quatro vitórias.

TÉCNICOS DA SELEÇÃO nas três últimas Copas do Mundo, Scolari e Tite voltaram a se enfrentar depois de 11 anos. Nem todos sabem, mas Scolari, de 75 anos (9/11/1948), foi professor de Tite, de 62 anos (25/5/1961), em escola municipal de Caxias do Sul, em cuja equipe da Serra gaúcha o orientou nas divisões de base. Na noite de ontem (29) voltaram a se abraçar, esquecendo rusgas do passado, e Scolari venceu Tite pela primeira vez, após quatro derrotas e dois empates.

TITE RECONHECEU a superioridade do Atlético e lamentou que o Flamengo não tenha repetido as boas atuações anteriores. No entanto, voltou a dizer que “o principal objetivo está sendo alcançado, o da classificação para a fase de grupos da próxima Libertadores”. O técnico só queria assumir em 2024, mas aceitou antecipar, em atenção ao pedido dos dirigentes do Flamengo para que iniciasse logo a reformulação do elenco para o próximo ano.

A 36ª RODADA será concluída na noite de hoje (30): Grêmio x Goiás, Bragantino x Fortaleza, Cruzeiro x Athletico Paranaense, sem público no Mineirão.

Fotos: Rio Grande Lagos e Atlético Mineiro