Escolha uma Página

Pelo terceiro ano consecutivo, os artilheiros do Campeonato Carioca não conseguem atingir dois dígitos. Em 2018, então no Fluminense, Pedro marcou 7 gols. Em 2019, Bruno Henrique (Flamengo), fez 8, tal qual Gabriel (Flamengo), que em 2020 dividiu   com João Carlos (Volta Redonda), com 8. Os números também foram iguais em 2014, com Edmilson (Vasco) e em 2015, com Fred (Fluminense), com 11 gols, e em 2016, com Tiago (Volta Redonda) e em 2017, com Guerrero (Flamengo), com 10 gols.

Pirilo, 39 gols em 1941, recorde de 79 anos no Carioca

DESDE 1997 – Pelo retrospecto dos últimos 24 campeonatos, o Rio não tem um só artilheiro com 20 gols. O que mais se aproximou foi Romário, então no Flamengo, que marcou 18 gols em 1997, ano em que o Botafogo foi campeão e o Vasco vice. Romário iniciou em 1996, no Flamengo, a sequência de artilheiro do campeonato em cinco anos consecutivos, com 26 gols. 1997 – 18. 1998 – 10. 1999, 19. Em 2000, de volta ao Vasco, repetiu os 19 gols do ano anterior.

Zico, maior artilheiro do Maracanã, 334 gols em 435 jogos

RECORDISTA – Nenhum fez mais gols em um só Campeonato Carioca do que o gaúcho Sylvio Pirilo, aos 25 anos, em 1941, com 39 gols pelo Flamengo. Um ano antes, Leônidas da Silva, também do Flamengo, havia feito 30 gols, dois anos depois de ter sido o primeiro brasileiro artilheiro de uma Copa do Mundo, em 1938, com 8 gols. Bom dizer: Pirilo jogou no Flamengo de 1941 a 1947 e marcou 204 gols em 237 jogos.

Romário, único   artilheiro cinco vezes consecutivas

RECORDISTA 2 – No primeiro título carioca do Botafogo no Maracanã, em 1957, Paulo Valentim foi o primeiro a fazer cinco gols,  em  decisão com mais gols na história do campeonato: 6 x 2. Ele foi o artilheiro com 22, superando Dida (Flamengo), que estava com 18. Depois de Paulo Valentim, o Botafogo teve em Quarentinha o artilheiro três vezes consecutivas: 1958 – 19 gols; 1959 e 1960 – 25, e em 1961, Amarildo, com 18 gols, completou os cinco anos seguidos de artilheiros do Botafogo no Carioca. 

Ademir, artilheiro do Carioca e da Copa há 70 anos

RECORDE DE ZICO – A sequência da mesma equipe ter o artilheiro do Carioca só se repetiria 13 anos depois, quando Zico, então aos 24 anos, foi o principal goleador, com 27, no campeonato de 1977. Em 1978, Zico dividiu a artilharia, com 19 gols, com Claudio Adão, também do Flamengo, e Roberto Dinamite. Em 1979 houve dois campeonatos: Zico marcou 26, e depois, no Especial, com 34, bateu o recorde de gols em um só campeonato

Paulinho Valentim, único que fez 5 gols em uma final 

VASCO E FLAMENGO – Durante sete campeonatos consecutivos, de 1985 a 1991, Vasco e Flamengo dominaram a artilharia do campeonato. Roberto Dinamite fez 12 gols em 1985, Romário marcou 20 em 1986 e 16 em 1987. Bebeto foi o artilheiro em 1988, com 17, e em 1989, com 18, e Gaúcho, em 1990, com 14, e em 1991, com 17 gols.

MARACANÃ – O primeiro artilheiro do Maracanã foi o pernambucano Ademir Marques de Menezes, então aos 27 anos. No Carioca de 1950, Vasco bicampeão, ele marcou 25 gols em 19 jogos, depois de ser o artilheiro de 1949, com 31 gols em 20 jogos, no terceiro título invicto do Vasco em cinco anos. Em seis jogos da Copa do Mundo de 1950, Ademir fez 9 gols, o que até hoje, depois de 17 Copas, nenhum outro da seleção brasileira conseguiu. 

Fotos: Terceiro Tempo, Torcedores, Imortais do Futebol, Papo na Colina, Freepik e Amino Apps