Depois de duas goleadas na Taça Rio, o Fluminense teve uma recaída na noite de ontem (11), e a derrota por 1 x 0 para o Figueirense, no estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis, o obriga a vencer por dois gols o jogo de volta na próxima quinta (19), no Maracanã, para chegar à quarta fase da Copa do Brasil. O time catarinense jogará pelo empate e a decisão da vaga só será nos tiros livres da marca do pênalti se o Fluminense vencer por um gol.

JOGO RUIM – Em jogo sem técnica e com poucas finalizações, o zagueiro Alemão decidiu de cabeça aos 38 do segundo tempo, completando o cruzamento do meia Everton. Rafael Berger, o Alemão, tem 33 anos, 1,90m, é capixaba de Vila Velha e foi campeão da Recopa catarinense com o Figueirense em 2019, quando chegou do Pohang Steelers, da Coreia do Sul. Ele se antecipou bem ao zagueiro Mateus Ferraz para fazer o gol de cabeça.

ÁRBITRO MAL – Paulista de Guaratinguetá, 41 anos, o árbitro Vinícius Dias Araújo foi mal em Figueirense 1 x 0 Fluminense. Ele deixou de expulsar o lateral-direito Gilberto, do Fluminense, que já havia advertido com cartão amarelo, após cotovelada no atacante Pedro Lucas. Além de Gilberto, outros quatro do Fluminense foram punidos com cartão amarelo: Wellington Silva, Marcos Paulo, Hudson e Egídio.

TERCEIRA DERROTA – A derrota do Fluminense foi a terceira em catorze jogos desde que o técnico catarinense Odair Hellmann, de 43 anos, assumiu no início de 2020. A equipe tentava a quinta vitória consecutiva, mas fez uma de suas atuações mais apagadas. O décimo quinto jogo do técnico será no Maracanã, domingo (15), com o Vasco, pela Taça Rio. Com Odair Hellmann, o Fluminense ganhou nove jogos, empatou dois e perdeu três.

FIGUEIRENSE 1 x 0 FLUMINENSE, com R$229.372,00. 8.901 pagantes no estádio Orlando Scarpelli, no bairro do Estreito, um dos mais habitados de Florianópolis. O estádio do Figueirense, muito bem conservado, está em seu ano 60, inaugurado em 13 de setembro de 1960. Foi nele que o Fluminense ganhou a Copa do Brasil de 2007, em decisão com o Figueirense, 1 x 0, gol do lateral-esquerdo gaúcho Roger, atual técnico do Bahia.

  • CRUZEIRO PERDE – Maior ganhador da Copa do Brasil com seis títulos, o Cruzeiro se complicou com a derrota (2 x 0) para o CRB, de Maceió, na noite de ontem (11), no Mineirão. O atacante Leo Gamalho, gaúcho de Porto Alegre, 34 anos, 1,88m, marcou um gol em cada tempo, e o CRB, vigésimo time de sua carreira, pode perder por um gol na próxima quarta (18), no estádio Rei Pelé. O Cruzeiro se classifica com vitória por três gols ou decide nos pênaltis se vencer por dois gols.
  • JUVENTUDE 1 x 1 AMÉRICA – No estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul, na Serra gaúcha, Iago fez o gol do Juventude e Dione, o do América, de Natal, onde os times decidirão a vaga na próxima quarta (18), na Arena das Dunas.0 x 0 – Ferroviária e América mineiro criaram pouco e não saíram do 0 x 0, na noite de ontem (11), no estádio da Fonte Luminosa, em Araraquara. O vencedor do jogo de volta, no estádio Independência, passa de fase na Copa do Brasil.

ATLÉTICO VENCE – Com os gols de Nicolas e Renato Kayzer no primeiro tempo, o Atlético Goianiense venceu (2 x 0) o São José, de Porto Alegre, na noite de ontem (11), no estádio Olímpico, em Goiânia. O jogo de volta é quinta (19), no estádio Francisco Novelleto, na capital gaúcha, e o Atlético pode perder por um gol.

Foto: Fluminense F C