Depois da derrota da noite de ontem (10) para o Sport (2 x 1), na Arena Beira Rio, em Porto Alegre, onde não perdia há doze jogos, o Internacional manteve a liderança, mas só com um ponto de vantagem (66 a 65) sobre o Flamengo, com quem terá o confronto direto, que pode decidir o título de campeão brasileiro de 2020, na penúltima rodada, dia 21. Na última rodada, quinta-feira (25), o Flamengo jogará no Morumbi com o São Paulo, e o Internacional, na Arena Beira Rio, com o Corinthians.

8 QUILÔMETROS – Flamengo e Internacional entrarão em campo no próximo domingo (14): o Flamengo para jogar com o Corinthians, às 16 horas, no Maracanã, distante oito quilômetros de São Januário, onde o Internacional jogará com o Vasco, às 18h15min. Coincidência: no domingo, 18 de outubro de 2020, pela décima sétima rodada, o Internacional ganhou (2 x 0) do Vasco, na Arena Beira Rio, e o Flamengo impôs ao Corinthians a maior goleada (5 x 1) na Arena Corinthians.

UM TEMPO SÓ – Quando o meia Marcão fez o primeiro gol do Sport aos 38, o Internacional já estava com menos um em campo, pela expulsão do lateral Uendel, que levou o cartão vermelho direto, ao agarrar e derrubar o meia Marquinhos, que deu o belo passe de calcanhar para o gol de Marcão. Ainda assim, reagiu rápido e empatou em três minutos, com o gol do meia Patrick aos 41. Nos acréscimos, aos 50, o lateral Junior Tavares fez o cruzamento para Dalberto marcar o gol da vitória do Sport.

17 VERMELHOS – Além de lamentar muito as falhas defensivas, que aumentaram após a expulsão do lateral Uendel, o técnico Abel Braga disse que “faltou calma nos momentos de finalização das jogadas”. O Internacional é o recordista de expulsões (17) do Brasileiro de 2020, embora nas 10 primeiras rodadas só tenha tido oito advertências com cartão amarelo e apenas um jogador expulso. O cartão vermelho do lateral Uendel, na noite de ontem (10), foi o trigésimo segundo direto do campeonato.

ÚLTIMA VITÓRIA – Foi a quarta vitória do Sport como visitante no Brasileiro de 2020, depois de dez derrotas e quatro empates, enquanto o Internacional, que havia empatado quatro jogos e ganhado 22 como mandante, sofreu a sétima derrota. A última vitória do Sport sobre o Internacional, em Porto Alegre, havia sido na noite de 21 de outubro de 1998, pela sétima rodada do Brasileiro, por 2 x 1, gols de Irani e Jackson, e Christian. No jogo do turno, em Recife, Sport 3 x 5 Internacional, em 14/10/2020.

PRESENTE DE 50 JOGOS – O goleiro catarinense Luan Polli, de 27 anos, 1,90m, disse que “a vitória sobre o líder foi o melhor presente que poderia ganhar pelos 50 jogos com a camisa do Sport”. Luan Polli é de Meleiro, município a 250 km da capital Florianópolis, que ganhou o nome, devido à abundância do mel silvestre. No início da carreira, foi campeão pelo Flamengo do torneio OPG de juniores (2012), da Taça Rio e Copa do Brasil (2013) e do Campeonato Carioca (2014).

INTERNACIONAL – O líder do Brasileiro 2020 tem 66 pontos – 19 vitórias, 9 empates, 7 derrotas, saldo de 25 gols (58 a 33). O vice-líder Flamengo tem 65 pontos – 19 vitórias, 8 empates, 8 derrotas, saldo de 19 gols (63 a 44). O atacante Bruno Henrique, indiciado por ter fraturado o nariz do zagueiro Breno, do Goiás, foi absolvido no julgamento de ontem (10) e está liberado para o jogo de domingo (14) com o Corinthians. O Flamengo já havia conseguido a absolvição de Gabriel por ofensas ao árbitro.

CORINTHIANS, PRÓXIMO ADVERSÁRIO, EMPATA

Próximo adversário do Flamengo, o Corinthians empatou (3 x 3) com o Athletico Paranaense, na Arena Corinthians, onde esteve sempre em vantagem. O meia Gustavo fez 1 x 0 logo aos 3 minutos e o lateral Abner empatou aos 14. Gabriel recolocou o Corinthians em vantagem aos 18 e Fernando Canesin empatou aos 35. Na volta do intervalo, Gustavo fez o terceiro do Corinthians aos 11 e Vitor Hugo estabeleceu o empate final aos 28.

OITAVO COM 49 pontos em 34 jogos – 13 vitórias, 10 empates, 11 derrotas e saldo de dois gols (44 a 42) -, o Corinthians não terá no jogo com o Flamengo os meias Gabriel e Mateus Vital, suspensos pelo acúmulo de cartões. Além dos goleiros Cassio e Walter, mais quatro estão pendurados com dois cartões amarelos: Cantillo, Camacho, Everaldo e Gabriel Pereira. O Athletico Paranaense é o décimo colocado com 47 pontos e 13 vitórias, zerado no saldo de gols (34 a 34).