O Barcelona demitiu o técnico bicampeão Ernesto Valverde e promoveu neste domingo (19) a estreia de outro espanhol, Enrique Setién, de 61 anos, meio-campo sem brilho e treinador sem título. A única coisa que não muda é Messi – recordista de prêmios de melhor do mundo -, que manteve o time na liderança, após 20 rodadas, com o gol da vitória (1 x 0) sobre o Granada, décimo colocado, no estádio Camp Nou, em Barcelona.

OUTRO RECORDE – Mesmo sem fazer gol, o Barcelona foi o primeiro time a trocar mais de 500 passes, no primeiro tempo de um jogo do Campeonato Espanhol, nas últimas 13 temporadas: exatos 508 passes, com domínio de quase 85 por cento. O goleiro português Rui Silva, de 25 anos, 1,89m, fez defesas incríveis, antes da saída para o intervalo.

DO ACELERADOR – Os 74 mil pagantes do Camp Nou já se mostravam impacientes, mas aos 31 do segundo tempo, depois de intensificar o domínio com assombrosa troca de passes, eis o gol. O francês Griezmann tabelou com o chileno Vidal, que deu belo passe de calcanhar para Messi decidir o jogo. De pé direito. O do acelerador.

OS LÍDERES – Ter Stegen, Sergi Roberto, Piqué, Umtiti e Jordi Alba; Busquets, Rakitic (Riqui Puig, 26 do segundo tempo) e Arturo Vidal (Arthur, 38 do segundo tempo); Messi, Griezmann e Ansu Fati (Carles Perez, 35 do segundo tempo). O Barcelona lidera com 43 pontos, mas, com mais uma vitória (13 a 12) que o Real Madrid, também com 43 pontos.

EXPULSÃO – Valentin Pizarro Gomez, árbitro de 38 anos, apitou 28 faltas (11 do Barcelona) e expulsou o zagueiro German Sanchez, do Granada, aos 24 do segundo tempo, pela segunda falta em Messi. O Barcelona trocou mais 791 passes que o Granada (921 a 130). 

LEMBRANÇA –O técnico estreante Enrique Setien guarda com carinho a camisa que ganhou do meia Busquets, em novembro de 2018, após impor ao Barcelona a última derrota no Camp Nou. O jogador fez a dedicatória sobre o número 5: “Para Quique, com apreço e admiração por sua maneira de ver o futebol”.

Foto: goal.com