Escolha uma Página

DEPOIS DOS EMPATES do Flamengo, Fluminense e Palmeiras, e das derrotas do Grêmio e Botafogo, único mandante, o Atlético Mineiro foi o único dos sete brasileiros a estrear com vitória na Libertadores de 2024, goleando o Caracas por 4 x 1, de vez que o São Paulo também perdeu por 2 x 1 para o Talleres, na Argentina, no último jogo da noite de ontem (4).

O ATLÉTICO MINEIRO confirmou o amplo favoritismo e já saiu para o intervalo com 3 x 0 sobre o Caracas, na noite de ontem (4), no Estádio Olímpico da Universidade Central da Venezuela, na capital Caracas. Bruno Fuchs aos 13; Guilherme Arana aos 32, e Paulinho, aos 44, marcaram os gols, com domínio total dos visitantes.

O CARACAS, que não se sabe por que participa de torneio tão importante, com uma equipe medíocre, ensaiou uma reação na volta do intervalo, mas ficou no gol de cabeça do atacante Danny Perez aos 9 minutos. Paulinho completou a goleada de 4 x 1 aos 25, e o Atlético passou a tocar a bola, esperando o apito final.

BOM DIZER: ALÉM DA GOLEADA, o Atlético estabeleceu um recorde histórico na Libertadores, desde a primeira edição, em 1960, tornando-se o time com mais precisão nos passes (392) de todos os jogos dos últimos 10 anos do maior e mais importante torneio de clubes da América do Sul.

NA 10ª PARTICIPAÇÃO do Atlético, campeão só em 2013, a quarta temporada de Hulk na Libertadores, desde 2021, quando voltou de 15 anos na Europa e na Ásia. Maior artilheiro do clube no torneio, com 15 gols em 32 jogos, ele acertou a trave e teve gol (bem) anulado por impedimento, na noite quente de 33 graus em Caracas.

O ÚNICO, DOS SETE TIMES BRASILEIROS a vencer na rodada de abertura da Libertadores 2024: Everson, Saravia, Bruno Fuchs, Jemerson e Arana (Cadu); Alan Franco, Bataglia (Otavio) e Igor Gomes (Scarpa); Alisson, Hulk (Vargas) e Paulinho (Pedrinho), o Atlético Mineiro foi dirigido pelo assistente técnico Lucas Gonçalves.

O TÉCNICO GABRIEL MILITO, suspenso, só pôde assistir de uma cabine, devido à expulsão na derrota (2 x 0) das oitavas de final da Libertadores de 2023 para o Fluminense, na noite da 3ª feira, 8 de agosto de 2023, no Maracanã, quando ainda dirigia o Argentinos Juniors. Milito é considerado muito temperamental.

O ATLÉTICO MINEIRO estreou como único brasileiro líder dos oito grupos, 3 pontos, saldo de 3 gols, no Grupo G; Fluminense, 2º do A, 1 ponto; São Paulo, último do B, 0 ponto; Grêmio, último do C, 0 ponto, saldo negativo de 2 gols; Botafogo, último do D, 0 ponto, saldo negativo de 2 gols; Flamengo, 2º do E, 1 ponto; Palmeiras, 2º do F, 1 ponto.

DEPOIS DO PRIMEIRO JOGO da história com o Caracas, o Atlético jogará pela primeira vez em seu novo estádio, pela Libertadores, 4ª feira (10) com o Rosário Central, que na noite de ontem (4), na Argentina, venceu o Peñarol por 1 x 0, gol do zagueiro Carlos Quintana, de 36 anos, emprestado pelo Argentinos Juniors.

  • O BOTAFOGO foi o único brasileiro que perdeu jogando como mandante e decepcionando quase 40 mil torcedores na derrota para o Junior Barranquilla por 3 x 1, no estádio Nilton Santos. O Grêmio foi o único brasileiro que não marcou gol.
  • A 2ª RODADA começa 3ª feira (9): Fluminense x Colo-Colo, Grêmio x Huachipato; 4ª feira (10): Atlético Mineiro x Rosário Central; Flamengo x Palestino, São Paulo x Cobresal; 5ª feira (11): LDU x Botafogo, Palmeiras x Liverpool (Uruguai).
  • DESDE 2018, quando o River foi campeão, só argentinos e brasileiros ganharam a Libertadores: Flamengo, 2019 e 2022; Palmeiras, 2020 e 2021, e Fluminense, 2023. O Independiente, da Argentina, é o maior campeão, com sete títulos, e único com quatro consecutivos: 72-73-74-75.
  • A FASE DE GRUPOS termina em 29 de maio e cada vitória vale R$1.600 mil. O campeão da Libertadores de 2024 ganhará o maior prêmio de um torneio mundial: 23 milhões de dólares (R$117 milhões). O jogo único da decisão será sábado, 30 de novembro, no estádio do River, em Buenos Aires.

Foto: Pedro Souza / Atlético / Frederico Parra / AFP