Escolha uma Página

O VASCO FOI ELIMINADO da Copa do Brasil pelo ABC por 6 x 5 nos pênaltis, depois de 0 x 0 nos 90 minutos, na noite de ontem (16), em São Januário. O time já saiu para o intervalo sob muitas vaias, que aumentaram ainda mais após o jogo, também com protesto pelo preço do ingresso a R$150. R$1.090.015,00. 12.827 pagantes.

O VASCO DOMINOU a maior parte do jogo, mas não teve competência para ganhar, e nos acréscimos do 2º tempo, o ABC teve a melhor chance com o atacante Rafael Silva, frente a frente com o goleiro Leo Jardim, chutando para fora. O Vasco deixou de ganhar R$2.100 mil pela classificação para a terceira fase da Copa do Brasil.

PEDRO RAUL iniciou a série de pênaltis isolando a cobrança, o que também foi repetido pelo ponta argentino Luca Orellano, que substituiu Gabriel Pec. Converteram as cobranças do Vasco, Jair, Miranda, Nenê, Puma e o capitão Leo. O ABC teve 100% de aproveitamento com Rafael Silva, Alemão, Walber, Wellington e Rafael Luz.

O TIME QUE ELIMINOU o Vasco: Simão, Alemão, Richardson (Walber), Afonso e Walfrido; Marcio Azevedo (Jonatan), Daniel (Jean Patrick) e Wellington Reis; Rafael Luz, Moccelin (Maycon Douglas) e Felipe Garcia (Rafael Silva). Técnico – Fernando Marchiori, ex-meia paulistano de 43 anos, campeão norte-riograndense de 2022 com o ABC.

O VASCO ELIMINADO: Leo Jardim, Puma, Capasso (Miranda), Leo e Lucas Piton; Andrey (Rodrigo), Jair e Marlon Gomes (Erick Marcus); Alex Teixeira (Nenê), Pedro Raul e Gabriel Pec (Luca Orellano). Técnico – Maurício Barbieri. O Vasco completou 12 anos sem ganhar a Copa do Brasil, campeão pela única vez em 2011.

VASCO 0 x 0 ABC (6 x 5 nos pênaltis) foi bem apitado por Paulo Cesar Zanovelli, da Federação Mineira, que marcou 32 faltas (17 do ABC) e fez sete advertências com cartão amarelo (duas em jogadores do Vasco). A eliminação em casa não deixa de ser mau presságio para o Vasco, três dias antes de decidir a vaga na final do Campeonato Carioca, precisando vencer, depois de levar a virada (2 x 1) do Flamengo.

                                       GRÊMIO ELIMINA FERROVIÁRIO

O GRÊMIO SE CLASSIFICOU para a terceira fase da Copa do Brasil ao vencer o Ferroviário, de Fortaleza, por 3 x 0, na noite de ontem (16), na Arena Grêmio, em Porto Alegre. O goleiro Douglas defendeu pênalti de Luis Suarez aos 17 minutos, mas o Grêmio já saiu para o intervalo com 1 x 0, gol do zagueiro Bruno Alves aos 47.

LUIS SUAREZ conseguiu se redimir no 2º tempo, ao marcar de canhota o 2º gol aos 10 minutos, e Ferreira, aos 27, aproveitou o rebote do goleiro, após chute forte do meia argentino Franco Cristaldo, para fazer o 3º gol. O árbitro carioca expulsou por reclamação o técnico Paulo Kobayashi, do Ferroviário.

ADRIEL, Fabio (Thaciano), Bruno Alves, Kannemann e Reinaldo; Carballo, Pepê (Villasanti) e Bitello; Franco Cristaldo (Zinho), Luis Suarez (Diego Souza) e Vina (Ferreira), o Grêmio, do técnico gaúcho Renato Portaluppi. Primeiro campeão da Copa do Brasil em 1989, o Grêmio é o segundo maior vencedor com cinco títulos – 1994, 1997, 2001 e 2016 -, depois do Cruzeiro, seis vezes campeão.

NO ESTÁDIO REI PELÉ, em Maceió, o CSA se classificou à terceira fase da Copa do Brasil, ao vencer o catarinense Brusque por 1 x 0, gol do meia mineiro Gabriel Taliari, aos 26 minutos do segundo tempo.

                                 FORTALEZA ELIMINADO NA LIBERTADORES

DEPOIS DE PERDER na Arena Castelão por 1 x 0, o Fortaleza voltou a ser derrotado pelo Cerro Porteño por 2 x 1, na noite de ontem (16), em Assunção, capital do Paraguai, na terceira fase preliminar da Libertadores. O Cerro já saiu para o intervalo com 1 x 0, gol do ponta Carrizo, que também marcou o 2º gol.

O GOL DO FORTALEZA, aos 47 do 2º tempo, foi do meia-atacante paulistano Guilherme, emprestado pelo Grêmio. Com a eliminação, o tetracampeão cearense vai disputar a Copa Sul-Americana com Botafogo, São Paulo, Santos, Goiás e Bragantino, enquanto o Cerro Porteño entrará na fase de grupos da Libertadores.

Foto: André Durão e Daniel RAMALHO/VASCO