O PORTUGUÊS ABEL FERREIRA É O PRIMEIRO EUROPEU, melhor técnico da América do Sul, eleito com 77 votos pelo júri do jornal uruguaio El País, de Montevidéu, que anunciou o resultado da premiação neste último dia de 2021. Dirigindo o Palmeiras, ele ganhou duas vezes em dez meses a Copa Libertadores, que uma equipe brasileira não vencia, por duas temporadas consecutivas, desde 92-93, quando Telê Santana comandou o São Paulo, também bicampeão mundial.

ABEL FERREIRA SUPEROU MARCELO GALLARDO, técnico campeão argentino com o River Plate, com 71 votos, premiado nos três anos anteriores, e Lionel Scaloni, técnico da seleção argentina, campeã da Copa América, terceiro com 43 votos. O técnico Tite, com 8 votos, ficou em 4º lugar, por classificação o Brasil para a Copa do Mundo de 2022. Cuca, do Atlético Mineiro, campeão brasileiro e da Copa do Brasil, foi o quinto com 7 votos.

O REI DA AMÉRICA DE 2021, como é tratado o melhor jogador, foi o atacante Julian Alvarez, de 21 anos, do River, com 59 votos, seguido de Gabriel, do Flamengo, artilheiro da Libertadores, com 45, e do zagueiro paraguaio Gustavo Gomez, capitão do Palmeiras, bicampeão da Libertadores, com 30 votos. Hulk, do Atlético Mineiro, artilheiro do Campeonato Brasileiro, e campeão da Copa do Brasil ficou em 4º lugar com 27 votos.

SÓ DUAS VEZES NA HISTÓRIA DO PRÊMIO, três jogadores de equipes brasileiras foram eleitos os três primeiros: em 2005, o argentino Carlos Tevez, do Corinthians; o zagueiro uruguaio Diego Lugano e o lateral-direito paulista Cicinho, ambos do São Paulo. Em 2019, quando voltou a ganhar a Libertadores depois de 38 anos, o Flamengo teve os três primeiros: Gabriel, Bruno Henrique e o uruguaio Arrascaeta.

A SELEÇÃO DOS MELHORES DE 2021 da América do Sul tem nove que jogam no Brasil, sendo três estrangeiros. Escalação: Weverton, Byron Castillo (Barcelona do Equador), Gustavo Gomez, Junior Alonso e Guilherme Arana; Willian Arão, Raphael Veiga e Arrascaeta; Julian Alvarez (River Plate), Hulk e Gabriel.

ZICO É O ÚNICO BRASILEIRO REI DA AMÉRICA, eleito quatro vezes, sendo três consecutivas, em 1980-81-82, depois de 1977. Tostão, do Cruzeiro, foi o primeiro eleito Rei da América, em 1971, um ano após ser campeão do mundo. Pelé ganhou o prêmio em 72 e 73, e Romerito, do Fluminense, campeão brasileiro de 84, foi o Rei da América de 85. Romário, do Vasco, foi o premiado de 2000. 

SEBASTIÃO LAZARONI foi o primeiro brasileiro a ganhar o prêmio de melhor técnico, em 1989, quando recuperou a Copa América, que a seleção brasileira não conquistava há 40 anos. Luiz Felipe Scolari ganhou em 1999, com a primeira Libertadores do Palmeiras, e em 2002, com a quinta Copa do Mundo. El País, jornal uruguaio que circula desde 1918, é dos mais antigos e acreditados do continente pela segurança e independência de suas informações.

Foto: Facebook Conmebol