A SELEÇÃO DA SÉRVIA, adversária do Brasil na estreia da Copa, dia 24 de novembro, no estádio Lusail, no Catar, goleou a Suécia por 4 x 1, de virada, neste sábado (24), pela Liga das Nações B, no estádio Rajko Mitic, em Belgrado. Será a 3ª Copa da Servia, 10ª em 1998, ainda como Iugoslávia, e última (32ª), em 2006.

A SUÉCIA FEZ 1 x 0, gol do ponta Viktor Claesson, aos 15 minutos, e a Sérvia virou aos 18 e aos 21 com os gols de cabeça de Aleksandar Mitrovic, que marcou o 3º aos 2 minutos do 2º tempo, e o meia Sasa Lukic, do Torino, fez o 4º gol aos 25. Mitrovic, de 28 anos, 1,93m, é vice-artilheiro da Premier League pelo Fulham, 6º colocado.

A SÉRVIA disputa a vaga para a Série A da Liga das Nações com a Noruega, que joga pelo empate, na próxima 3ª feira (27), no estádio Ulleval, em Oslo. O técnico da Sérvia é Dragan Stojkovic, ex-meia de 57 anos, e o capitão da seleção, Dusan Tadic, meia de 33 anos do Ajax, de Amsterdam, maior campeão holandês.

 A SUÍÇA, segundo adversário do Brasil na Copa, dia 28 de novembro, também mostrou força ao vencer neste sábado (24) como visitante a Espanha por 2 x 1, no estádio de La Romareda, na cidade de Zaragoza. A Suíça disputará a Copa pela 12ª vez, e a melhor participação foi nas oitavas de final, na que promoveu em 1954.

A EVOLUÇÃO DO FUTEBOL das duas seleções da Europa que o Brasil enfrentará na Copa do Catar é destacada pelos analistas. Todos ressaltam que a Sérvia é mais corajosa, com futebol forte na marcação e saída rápida nos contra-ataques, e que a Suíça se mantém cautelosa, sempre bem fechada, mas nem por isso deixa de atacar.

Foto: Marca e 90min