O Emelec, adversário do Flamengo na próxima quarta (24), em jogo de ida das quartas de final da Libertadores, perdeu (1 x 0) para o Deportivo Cuenca, na noite de ontem (19), na abertura da décima oitava rodada do Campeonato Equatoriano. Foi a terceira derrota sofrida no estádio George Capwell, em Guaiaquil, onde jogará com o Flamengo. O Emelec é sétimo colocado entre as dezesseis equipes e foi surpreendido por um time inferior, que passa por uma situação financeira muito complicada.

GOL DE LENÇOL – O gol que levou o Emelec à quinta derrota – terceira em casa -, foi uma das poucas coisas boas do jogo da noite de ontem (19), diante de público reduzido no estádio George Capwell. Logo aos oito minutos, o volante Jonny Uchuari, 25 anos, 1,64m – o mais baixo do time do Deportivo Cuenca -, encobriu com um toque de categoria o experiente goleiro Esteban Dreer, 37 anos, 1,85m, argentino que joga no Equador desde 2009, quando iniciou no Cuenca, saindo em 2012 para o Emelec.

ESTREANTE – O técnico Ismael Rescalvo Sanchez, de 37 anos, espanhol nascido em Valencia, promoveu a estreia no Emelec do atacante venezuelano Edwin Pernía. Além de não ter tido boa atuação, foi expulso aos 36 do segundo tempo pelo árbitro Carlos Orbe, de 36 anos, há seis na Fifa e que esteve na recente Copa América no Brasil. O árbitro teve que controlar um jogo bem pegado e advertiu dez com cartões amarelos, seis do Emelec, além de ter expulsado o estreante Edwin Pernía.

EM SÉTIMO – A doze pontos do líder Deportivo Macará, o Emelec terminou a décima oitava rodada em sétimo lugar entre os 16 do campeonato, com 26 pontos – 8 vitórias, 2 empates, 8 derrotas, 18 gols marcados e 15 sofridos- e demonstra pouco ânimo para passar de fase na Libertadores. Sua última vitória (4 x 1) havia sido sobre o Fuerza Amarilla, último colocado. O Cuenca, que o venceu (1 x 0) na noite de ontem (19), é oitavo com 25 pontos, dirigido pelo ex-zagueiro uruguaio Tabaré Silva, de 44 anos. O líder Deportivo Macará, com 38 pontos, da cidade de Ambato, região central do Equador, é treinado pelo ex-zagueiro argentino Victor Hugo Marchesini, de 59 anos. Ambato é considerada a capital equatoriana das flores e das frutas.

Foto: site Cancha Ecuador