Escolha uma Página

O FLUMINENSE, cabeça de chave do Grupo A da Libertadores de 2024, estreará no Peru com o Alianza Lima, em data a ser anunciada: 2, 3 ou 4 de abril. Na sequência, Colo Colo (no Maracanã), Cerro Porteño, no Paraguai, e Colo Colo, no Chile, e os dois últimos jogos no Maracanã, com Cerro Porteño e Alianza Lima.

O FLAMENGO, cabeça de chave do Grupo E, estreará na altitude de 2.600 metros do estádio El Campin, em Bogotá, com o Millonarios, da Colômbia. Com o Bolívar, a altitude será de 3.600 metros, no estádio Hernando Siles, em La Paz, e só o jogo com o Palestino, do Chile, em Santiago, sem problema de altitude.

O BOTAFOGO livrou-se de adversário brasileiro e estreará no estádio Nilton Santos com o Atlético Junior, de Barranquilla, adversário do último jogo, entre 28 e 30 de maio, na Colômbia. Outros adversários, Universitário (Peru), e LDU, na altitude de 2.850 metros do estádio Casa Blanca, em Quito (Equador).

SÃO PAULO no Grupo B, com Barcelona (Equador), Talleres (Argentina) e Cobresal (Chile). GRÊMIO no Grupo C, com Estudiantes de La Plata (Argentina), The Strongest (Bolívia) e Huachipato (Chile). PALMEIRAS no Grupo F, com Del Valle (Equador), San Lorenzo (Argentina) e Liverpool (Uruguai).

ATLÉTICO MINEIRO no Grupo G, com Peñarol (Uruguai), Rosário Central (Argentina) e Caracas (Venezuela). O presidente da Confederação Sul-Americana de Futebol, Alejandro Dominguez, advogado paraguaio de 52 anos, anunciou o prêmio 23 milhões de dólares (R$170 milhões) ao campeão da Libertadores. A final da Libertadores, dia 30 de novembro, no estádio do River, em Buenos Aires.

OS SETE BRASILEIROS DA COPA SUL-AMERICANA. Grupo B – CRUZEIRO, Union La Calera (Chile), Universidad Católica (Equador) e Alianza Petrolero (Colômbia). Grupo C – INTERNACIONAL, Delfin (Equador), Belgrano (Argentina) e Real Tomayapo (Bolívia). Grupo D – FORTALEZA, Boca Juniors (Argentina), Nacional Potosi (Bolívia) e Trinidense (Paraguai).

GRUPO E – ATHLETICO PARANAENSE, Danubio (Uruguai), Sportivo Ameliano (Paraguai) e Rayo Zuliano (Venezuela). Grupo F – CORINTHIANS, Argentinos Juniors, Racing (Uruguai) e Nacional (Paraguai). Grupo G – CUIABÁ, Lanús (Argentina), Metropolitanos (Venezuela) e Garcilaso (Peru). Grupo H – BRAGANTINO, Racing (Argentina), Coquimbo (Chile) e Luqueño (Paraguai).

Foto: Infoesporte/ge