Com atuação considerada de gala pelo técnico estreante Ronald Koeman, holandês de 57 anos, o atacante Ansu Fati, de 17 anos, nascido na Guiné-Bissau, país da África Ocidental, mas já naturalizado espanhol, ofuscou Messi na goleada de 4 x 0 do Barcelona sobre o Villarreal, na noite deste último domingo (27) de setembro, no Camp Nou, em Barcelona. Fati marcou os dois primeiros gols e sofreu o pênalti, que Messi converteu no terceiro. O quarto gol foi contra do zagueiro espanhol Pau Torres.

O SUCESSOR – O técnico estreante disse não ter dúvida de que Ansu Fati será o sucessor de Messi como melhor do mundo. Koeman aproveitou para falar sobre a dispensa do meia chileno Arturo Vidal, que foi para a Inter de Milão, e do atacante uruguaio Luis Suarez, que estreou no Atlético de Madrid marcando dois gols: “A decisão não foi só minha, mas também do clube, visando aproveitar os jovens. Tratei Suarez e Vidal com respeito, mas, se ficassem, teriam pouca chance de jogar”.

NOVIDADES – A estreia do Barcelona não poderia ter sido melhor, não só pelos 4 x 0, mas pela estreia de outros dois jovens: o meia português Trincão, de 20 anos, 1,84m, ex-Sporting de Braga, que entrou aos 33 do segundo tempo, no lugar do francês Griezmann, e o meia espanhol Pedro Gonzalez – Pedri -, de 17 anos, 1,76m, ex-Las Palmas, que aos 27 substituiu Philippe Coutinho, cujo retorno, após empréstimo ao Bayern, foi saudado com entusiasmo: “Jogou com o brilho que tinha no Liverpool”.

EMPOLGADOS – Em sua edição online, destacando a goleada de 4 x 0, o jornal Mundo Deportivo ressaltou: “O Barça de Koeman não vai girar só em torno de Messi. Girará também em torno desse garoto Ansu Fati, de 17 anos, que joga como veterano de 100 jogos”. No contrato de cinco anos, recém assinado, há uma cláusula que estipula em 400 milhões de euros (R$2.500 milhões) a multa rescisória. Há 10 dias o Barcelona rejeitou proposta de 150 milhões de euros (R$970 milhões) do Manchester United.

14 DERROTAS – O técnico espanhol Unai Emery, de 48 anos, do Villarreal, sofreu hoje (27) a décima quarta derrota em igual número de jogos no Camp Nou, dirigindo cinco equipes diferentes. As duas primeiras, com o Almeria (0 x 2), em 2007, e com o Valencia (0 x 4), em 2008, além de cinco derrotas com o Sevilha. No entanto, das 14 derrotas, a que o técnico mais sentiu foi a de 6 x 1 do Barcelona no PSG, quando dirigia o time francês, que havia ganho (4 x 0) o jogo de ida da Champions, em Paris.

GOLEIRO – Sem poder contar com o alemão Ter Stegen, de 28 anos, em recuperação de cirurgia no joelho, o Barcelona teve como novidade hoje (27), na estreia do campeonato, o goleiro Neto, sul-mineiro de Araxá, 31 anos, 1,90m, que fez apenas o sexto jogo pelo Barcelona desde 2019. Norberto Muraro Neto começou em 2009 no Athletico Paranaense e está na Europa desde 2011, com boas atuações na Fiorentina, Juventus e Valencia, antes de ser contratado pelo Barcelona. Foi pouco exigido nos 4 x 0.

LUIS SUAREZ, artilheiro uruguaio de 33 anos, 1,82m, teve boa estreia hoje (27) no Atlético de Madrid, após seis temporadas no Barcelona, com 198 gols em 283 jogos, entre 2014 e 2020. Suarez marcou os dois últimos gols dos 6 x 1 sobre o Granada, no belo Wanda Metropolitano, estádio do Atlético. O sergipano Diego Costa iniciou a goleada, e ainda no primeiro tempo, Saul Ñíguez não aproveitou o pênalti sofrido pelo português João Félix, que deu assistência para Correia fazer o segundo e marcou o terceiro gol.

DOIS MANDANTES – Barcelona e Atlético de Madrid foram os únicos mandantes com vitória na terceira rodada de La Liga, em que cinco visitantes venceram: Elche 0 x 3 Real Madrid, Osasuna 1 x 3 Levante, Eibar 1 x 2 Atlético de Bilbao, Cadiz 1 x 3 Sevilha e, sábado (26), Betis 2 x 3 Real Madrid. Dos três empates, Alavés e Getafe foi o único 0 x 0. Em casa, o Valencia ficou no 1 x 1 com o estreante Huesca, mesmo placar do Valladolid, clube presidido pelo Ronaldo Fenômeno, com o Celta de Vigo.

Foto: Goal