Escolha uma Página

COM O MAIOR PLACAR dos jogos de abertura das 17 Eurocopas, a Alemanha goleou a Escócia por 5 x 1, na noite desta 6ª feira (14), diante de 75 mil torcedores, na Allianz Arena, em Munique, terceira maior cidade do país, depois da capital Berlim, e de Hamburgo.

OS ALEMÃES JÁ SAÍRAM para o intervalo com 3 x 0, gols de Wirtz aos 10, Musiala aos 19 e Havertz, de pênalti, aos 46 minutos, quando a Escócia ficou com 10, pela expulsão do zagueiro Ryan Porteous, com falta dura no tornozelo do capitão Gundogan.

O ARTILHEIRO Niclas Fullkrug, do Borussia Dortmund, vice da Liga dos Campeões, fez o 4º gol, aos 23 do 2º tempo, e Emre Can fechou a goleada aos 48, no último minuto dos acréscimos, sem tempo para nova saída. O gol da Escócia foi de Rudiger, contra.

FLORIAN WIRTZ, além de o mais jovem, aos 21 anos e 42 dias, a marcar o 1º gol do jogo inaugural de uma Eurocopa, foi o terceiro alemão a conseguir o feito, depois de Gerd Muller, campeão de 1972, e Rummenigge, campeão de 1980.

FOI A SEGUNDA maior goleada da Alemanha, depois do 7 x 1 no Brasil, na semifinal da Copa do Mundo de 2014, na 3ª feira, 8 de julho, diante de 58.141 torcedores no Mineirão. A maior goleada sofrida pela seleção brasileira em 100 anos de história.

ALEMANHA 5 x 1 ESCÓCIA registrou 24 faltas (9 da Escócia), três cartões amarelos (2 da Alemanha) e o cartão vermelho de Rayan Porteous. O VAR fez o árbitro francês Clément Turpin anular um pênalti para a Alemanha, porque a falta foi fora da área, e um gol de Fullkrug, por impedimento.

HEIDI, VIÚVA DE BECKENBAUER, capitão da primeira seleção alemã campeã da Eurocopa, em 1972, entrou com a taça, ladeada pelos capitães Bernard Dietz, campeão de 1980, e Jurgen Klinsmann, campeão de 1996. Ao sair do gramado, muito aplaudida, ela ergueu a mão ao céu e mandou um beijo.

A ESTATISTICA DO JOGO registrou 99,9% de precisão nos passes de Toni Kroos, que só errou 1 dos 102 passes em 80 minutos, substituído sob muitos aplausos, aos 35 minutos do 2º tempo, por Emre Can, autor do 5º gol. Aos 34 anos, um dos monstros-sagrados do futebol mundial.

DEPOIS DE 33 TÍTULOS, 12 no Bayern Munique e 21 no Real Madrid, onde encerrou a carreira em clube, Toni Kroos iniciou a contagem regressiva de despedida, após a Eurocopa. Na seleção, campeão do mundo em 2014 no Maracanã, ele disputou hoje (14) o 109º jogo e marcou 17 gols.

TRÊS JOGOS AMANHÃ (15): Hungria x Suíça, no RheinEnergieStadion, em Colônia, a cidade de 2000 anos e da melhor água de colônia do mundo; Espanha x Croácia, no Estádio Olímpico de Berlim, e Itália x Albânia, no Signal Iduna Park, maior da Alemanha (81.365 lugares) e 6º maior da Europa.

Fotos: Divulgação