Depois de quatro temporadas e oito títulos no Manchester City, de onde saiu fazendo muitos elogios ao técnico espanhol Guardiola, o atacante alemão Leroy Sané, de 24 anos, 1,83m, assinou contrato hoje (2) até 2025 com o Bayern Munique, que pagará 54.800 mil libras – R$370 milhões – ao clube inglês. Sané só pediu para não ser fotografado com a camisa 10, que usará no octacampeão alemão, em respeito ao brasileiro Philippe Coutinho, que ainda tem contrato, embora deva deixar o clube.

O RETORNO – Nascido em Essen, oitava maior cidade alemã, na Renânia do Norte, a 635 km de Munique, Sané iniciou no Schalke-04, de Gelsenkirchen, saindo em 2016, após duas temporadas, para o Manchester City (135 jogos, 39 gols, 43 assistências). Ele é um dos três filhos do ex-atacante Souleyman Sané, de 59 anos, com a psicóloga alemã Regina Weber. Nascido em Dacar, capital do Senegal, o pai dele foi dos primeiros africanos a jogar na Alemanha, entre 85 e 95, e depois na Suíça e na Áustria.

SÓ VESTIU – Embora sabendo que usará a 10 na temporada 2020-21, que começa em setembro, Sané apenas exibiu a camisa, ao lado dos diretores do Bayern, após assinar o contrato, e depois a vestiu, mas sem o número. Antes de Sané, o Bayern já havia comprado do PSG o zagueiro Nianzou Kouassi, francês de 18 anos, 1,87m, que usará a camisa 23. Nas redes sociais, Sané postou agradecimento ao ex-clube: “First of all, thank you citizens!” (Antes de tudo, obrigado cidadãos).

COUTINHO – Emprestado pelo Barcelona  75 jogos, 21 gols Philippe Coutinho, de 28 anos, fez 9 gols em 32 jogos pelo Bayern, que não exerceu a opção de compra, mas há o interesse do Everton, de Liverpool, do técnico italiano Carlo Ancelotti. Coutinho joga na Europa desde 2010, comprado do Vasco pela Inter de Milão por 3.800 mil euros. No Liverpool, marcou 54 gols em 201 jogos, entre 2013 e 2018, mas perdeu espaço com o técnico alemão Jurgen Klopp.

TÉCNICO – Multicampeão e artilheiro, entre 1974 e 1984, com 425 jogos e 218 gols, o ex-atacante Karl-Heinz Rummenigge, de 64 anos, hoje presidente do Bayern, confirmou o ex-meia Hans-Dieter Flick, de 55 anos, que dirige o time desde novembro, por mais duas temporadas. Flick foi oito anos assistente do técnico Joachim Low, entre 2006 e 2014, quando a Alemanha ganhou sua quarta Copa do Mundo, no contundente 7 x 1 no Brasil, no Mineirão, e com 1 x 0 na Argentina, na final no Maracanã.

Foto: Sky Sports