The Telegraph, jornal de referência da imprensa britânica, fundado e com circulação ininterrupta desde 1885, revela em sua edição deste domingo, 1 de março de 2020, que a suspensão da Premier League faz parte do plano do governo inglês para evitar o surto da epidemia do coronavírus. O jornal revela que “as autoridades estão tratando com muita seriedade a ideia de paralisar o campeonato”.

SEM EFEITO – Faltando 11 rodadas para o final, todos os jogos já realizados poderiam ser considerados nulos, o que implica que a temporada 2019-2020 da Premier League deixaria de ter efeito, sem um time campeão nem times rebaixados. Na Inglaterra, os três últimos colocados vão para a segunda divisão na temporada seguinte e os quatro primeiros têm classificação automática na Liga dos Campeões da Europa.

PROIBIÇÃO – A primeira medida que as autoridades sanitárias britânicas encontraram para evitar o problema da epidemia foi proibir que jogadores e árbitros troquem apertos de mão antes dos jogos. É comum que os jogadores dos times, antes dos jogos, apertem as mãos e depois o árbitro e seus assistentes façam o mesmo com os capitães das equipes, antes do sorteio para saber quem dá a saída.

CORRUPÇÃO – Bom lembrar: The Telegraph foi quem denunciou o envolvimento de corrupção do técnico Samuel Allardyce, em diversos jogos de séries inferiores do campeonato, o que levou a Federação Inglesa a demiti-lo da seleção menos de dois meses depois de contratá-lo. Allardyce assumiu a seleção em 22 de julho de 2016 e foi afastado em 27 de setembro , devido às denúncias do jornal. Ele conseguiu dirigir o Everton, de Liverpool, em 2018, mas também ficou menos de dois meses no clube.

OS DIRIGENTES do Liverpool, possivelmente ainda abalados com a derrota (3 x 0) para o West Ham, não quiseram comentar a notícia. O jornal ressalta ainda que “a decisão da Federação Inglesa só seria tomada em caso extremo, de muita necessidade”.

Foto: Premier League