Escolha uma Página

PORTUGAL GANHOU O 5º JOGO CONSECUTIVO das eliminatórias para a Eurocopa de 2024, na noite de ontem ( 8 ), por 1 x 0 sobre a Eslováquia, diante de 22.500 torcedores, capacidade máxima do Estádio Telhené Pole, na capital Bratislava, região central da Europa, na fronteira com Áustria e Hungria. O gol foi do aniversariante do dia, Bruno Fernandes, meia-atacante comprado do Sporting em 2019 pelo Manchester United, que completou 29 anos.

PORTUGAL faz o melhor início da história de quase 102 anos de sua seleção em eliminatórias, tanto da Eurocopa quanto da Copa do Mundo, desde que disputou o primeiro jogo, amistoso que perdeu por 3 x 1 para a Espanha, no domingo, 18 de dezembro de 1921, no Estádio Manzanares, em Madrid. A seleção das quinas tem mostrado muita evolução a cada jogo, desde que o técnico espanhol Roberto Martinez assumiu em janeiro, após seis anos consecutivos na Bélgica.

PORTUGAL teve na seleção eslovaca, de futebol ofensivo, seu teste mais difícil, mas mesmo sem jogar bem, suportando forte pressão e levando bola na trave antes de marcar o gol, também mostrou segurança defensiva. Líder do Grupo J, e com a classificação bem encaminhada, Portugal tem 15 pontos, mais cinco que a Eslováquia, que deve ficar com a segunda vaga. A abertura da Eurocopa será no dia 15 de junho de 2024 na Allianz Arena, em Munique.

PORTUGAL não terá Cristiano Ronaldo no próximo jogo com Luxemburgo, 2ª feira (11), no estádio do Algarve, na fronteira dos concelhos de Faro e de Loulé, já com a lotação máxima de 30.305 lugares esgotada. O artilheiro foi advertido com cartão amarelo, por falta dura no goleiro Martin Dúbravka, do inglês Newcastle. O jornal A Bola publicou na crônica do jogo: “Contra vitórias não há argumentos, mas este Portugal foi poucochinho” (muito pouco, pouquinho).

O TÉCNICO ITALIANO Francesco Calzone, ex-meia de 54 anos, faz bom trabalho na seleção da Eslováquia e lamentou a derrota em casa, mesmo exercendo forte pressão, em boa parte do jogo: “Estou feliz pela exibição, mas muito triste por não ter conseguido os três pontos. Penso que merecíamos resultado melhor”.

O FENÔMENO ESPANHOL DE 16 ANOS 

COM TRÊS GOLS de Alvaro Morata, a Espanha goleou a Geórgia por 7 x 1, na noite de ontem ( 8 ), diante de 54.139 torcedores, lotação máxima do Estádio Boris Paichadze, em Tiblissi, capital da Geórgia, na Europa Oriental. O último gol foi de Lamine Yamal, fenômeno de 16 anos, uma das maiores promessas do futebol europeu, que desde já o técnico Xavi Hernandez, ex-meia de 43 anos e de 769 jogos pelo Barcelona, considera candidato ao prêmio de melhor do mundo.

LAMINE YAMAL é de Mataró, pequeno município a 30 km de Barcelona, nascido em 13 de julho de 2007, e está no Barcelona desde os sete anos. O artilheiro alemão de 10 campeonatos consecutivos no Bayern Munique, agora no Barcelona, não tem dúvida: “Em pouco tempo, Lamine Yamal estará disputando a Bola de Ouro. Não há exagero em dizer que é um fenômeno, que joga com incrível simplicidade e faz coisas que os mais velhos não acreditam”.

O ATACANTE chama atenção por usar nas chuteiras o desenho das bandeiras da Guiné Equatorial, onde nasceu sua mãe, e do Marrocos, onde nasceu seu pai. Ao lado das bandeiras, o número 304, uma referência ao código postal do bairro de Rocafunda, em Mataró, onde vivem muitas famílias humildes de imigrantes, principalmente africanos, que são as maiores vítimas do preconceito. Lamine Yamal revela mágoa, e chega até a chorar, ao recordar que várias vezes foi humilhado.

AOS 16 ANOS E 57 DIAS, Lamine Yamal tornou-se o jogador mais jovem a estrear pela seleção da Espanha e fechou a goleada de 7 x 1 com um belo gol de canhota. A Espanha é vice-líder do Grupo A, com 6 pontos, mas tem menos dois jogos que a Escócia, líder com 15, que hoje ( 8 ) venceu como visitante o Chipre por 3 x 0, na capital Nicósia.

Fotos: Sebastian Frej/MB Media/Getty Images , Terra e Divulgação