A GOLEADA DESTA 4ª FEIRA (16) por 5 x 0 sobre os Emirados Árabes Unidos, no último amistoso, aumentou o otimismo da Argentina para a Copa, em que pode estrear igualando o recorde mundial de 37 jogos de invencibilidade da Itália. Com dois gols e duas assistências, Di Maria foi o destaque, sem voltar para o 2º tempo.

A ARGENTINA fez 4 x 0 com facilidade e o técnico Lionel Scaloni, ex-lateral de 44 anos, decidiu poupar os titulares no 2º tempo, mas Messi, tido como “fominha”, pediu para jogar até o final. Os 42 mil torcedores que lotaram o estádio Mohammed bin Zayed, em Abu Dhabi, capital dos Emirados Árabes Unidos, vibraram muito.

O PRIMEIRO GOL foi do meia Julian Alvarez, aos 17 minutos, após contra-ataque de Di Maria, que aos 25 fez o 2º, aos 36 marcou o 3º e aos 44 iniciou a jogada para Messi driblar dois marcadores e fazer 4 x 0 com o pé direito. O 5º gol, aos 15 do 2º tempo, foi do meia Joaquin Correa, da Inter de Milão, emprestado pela Lazio.

MESSI COMPLETOU 165 jogos oficiais e 91 gols. É o principal artilheiro sul-americano de seleção, e quer terminar a Copa de 2022, sua última, com pelo menos 100 gols. Favorita do Grupo C, a Argentina estreia 3ª feira (22) com a Arábia Saudita, no estádio Lusail, onde dois dias depois o Brasil estreará com a Sérvia. 

DOIS BRASILEIROS jogam na seleção dos Emirados Árabes Unidos, do técnico argentino Rodolfo Arruabarrena, ex-lateral de 47 anos: o atacante Caio Corrêa, de 32 anos, revelado no Volta Redonda e campeão carioca de 2010 no Botafogo, e o meia paraibano Fabio Lima, de 29 anos, ex-Vasco e São Paulo, nos Emirados desde 2015.

ADVERSÁRIO DA ARGENTINA PERDE

EM SEU ÚLTIMO amistoso de preparação para a estreia com a Argentina, a seleção da Arábia Saudita perdeu para a Croácia por 1 x 0, diante de 55 mil torcedores, nesta 4ª feira (16), no Estádio Universitário Rei Saud, da capital Riad. O atacante Kramaric fez o gol aos 37 do 2º tempo, com assistência de Modric, do Real Madrid.

EM SUA 6ª COPA, a Arábia Saudita é dirigida pelo técnico francês Hervé Renard, ex-zagueiro de 54 anos, e está no Grupo C. Depois da estreia com a Argentina, 3ª (22), jogará com a Polônia e o México. A melhor colocação dos sauditas foi na Copa de 94 nos Estados Unidos (12º lugar), e a pior derrota, na Copa de 2002: Alemanha 8 x 0.

VICE-CAMPEÃ em 2018, sua melhor colocação em cinco Copas, a Croácia continua dirigida pelo técnico Zlatko Dalic, ex-volante de 56 anos, com estreia 4ª (23) com o Marrocos; dia 27 com o Canadá, e deve decidir o 1º lugar do Grupo F com a Bélgica, dia 1 de dezembro. Os croatas reclamaram do calor no amistoso desta 4ª feira (16).

O ATACANTE Andrej Kramaric, de 31 anos, é do alemão Hoffenheim desde 2016, com 100 gols em 211 jogos, e aos 17 anos foi o artilheiro mais jovem do Dinamo de Zagreb, a capital onde nasceu. Depois de subir oito categorias, de sub-14 a sub-21, Kramaric é da seleção principal da Croácia desde 2014, com 19 gols em 71 jogos.

Foto: Ryan LIM / AFP