Escolha uma Página

A ARGENTINA TIROU O BRASIL do 1º lugar do ranking mundial da Fifa, após a goleada de 7 x 0 sobre Curaçao, no amistoso da noite desta 3ª feira (28), no estádio Mãe das Cidades, em Santiago del Estero, a mais antiga do país, fundada em 1563 por colonizadores espanhóis, a 1.200 km da capital Buenos Aires. O Brasil perdeu a liderança após a derrota para o Marrocos.

COM TRÊS GOLS DE MESSI em 17 minutos, os campeões do mundo de 2022 já saíram para o intervalo com 5 x 0. Enzo Fernandez, Nicolás Gonzalez, Gonzalo Montiel e Angel Di Maria, de pênalti, completaram a goleada, sob delírio dos 30 mil torcedores. A seleção não jogava no interior, como campeã do mundo, desde 1982.

ANTES DO JOGO, o meia Leandro Bacuna e o lateral Cuco Martina, pediram a Messi 23 camisas com o número 10, uma para cada jogador da seleção de Curaçao, país autônomo do Sul das Antilhas Holandesas, próximo à costa da Venezuela. Messi disse que não dispunha, mas prometeu providenciar e enviar.

COM OS TRÊS GOLS da noite, Messi completou 102 com a camisa da seleção: 48 em amistosos, 13 em Copa do Mundo, 13 em Copa América e 28 em eliminatórias. Com o técnico Lionel Scaloni no comando, Messi chegou ao 37º gol em 45 jogos. Messi trocou de camisa com Eloy Room, de 34 anos, goleiro de Curaçao.

EM PARALELO com a goleada da seleção e o hat-trick de Messi, os jornais destacam em suas edições on-line a demissão do técnico argentino Hugo Ibarra, ex-lateral de 48 anos, a nove dias da estreia do Boca na Libertadores. Com seis títulos, o Boca é o segundo maior campeão, depois de outro argentino, o Independiente (7 títulos).

                                     RACISMO CONTRA PERUANOS

DEPOIS DO 0 x 0 no amistoso da noite desta 3ª (28) com Marrocos, em Madrid, jogadores e dirigentes da seleção do Peru voltaram a criticar os policiais espanhóis que agrediram o goleiro Gallese, que passou a noite detido, e o lateral Advíncula, na chegada ao hotel. Todos os jogadores de cor branca não tiveram problema.

JHON ARIAS, ponta do Fluminense, teve acerto de 95% nos passes e participou dos dois gols da virada da Colômbia sobre o Japão por 2 x 1, marcados por Jhon Duran e Santos Borré, de bicicleta. O jogo foi disputado sob chuva na cidade de Osaka e a seleção colombiana ganhou pela primeira vez a Copa Kirin.

OUTRO SUL-AMERICANO a ganhar de virada foi o Equador – 2 x 1 na Austrália -, com o gol de pênalti do lateral Estupiñan e o gol de cabeça do estreante William Pacho, zagueiro de 21 anos do Antuerpia (Bélgica). Em Jeddah, capital da Arábia Saudita, a Venezuela fez 1 x 0, mas cedeu o empate no 2º tempo à seleção do Uzbequistão.

EM OUTRO AMISTOSO na capital Jeddah, a Bolívia venceu a Arábia Saudita por 2 x 1, com atuação destacada do meia Miguelito, de 20 anos, do Santos. Ele não fez gol, mas participou de muitas jogadas bem articuladas da seleção boliviana.

Fotos: Diário do Nordeste e Divulgação Flashscore