Finalista da Libertadores pela segunda vez, após 38 anos, o Flamengo é o quinto brasileiro com mais participações (15), depois do São Paulo, Grêmio e Palmeiras (19), e do Cruzeiro (17). A maior goleada foi a de 11 x 2 do Peñarol sobre o Valencia, da Venezuela, em 15 de março de 1970, no estádio Centenário, em Montevidéu.

FLAMENGO 8 x 2 – Em sua sexta participação, em 1993, o Flamengo conseguiu sua maior goleada na Libertadores: 8 x 2 no Minerven FC, da Venezuela, pelas oitavas de final, na noite da quarta, 7 de abril de 1993, no Maracanã. Gols: Gotardo (2), Nélio, Gaúcho, Marquinhos, Nilson, Djalminha e Marcelinho Carioca.

EVARISTO DE MACEDO era o técnico e o time foi Gilmar, Júnior (Djalminha), Júnior Baiano, Gotardo e Piá; Charles Guerreiro, Uidemar e Marquinhos; Marcelinho Carioca, Gaúcho (Nilson) e Nélio.

FLAMENGO 7 x 1 – A segunda maior goleada do Flamengo fora registrada dez anos antes, na noite da quarta, 22 de abril de 1983, com 7 x 1 sobre o Blooming, da Bolívia, diante de apenas 13.658 pagantes no Maracanã. Gols: Zico (3), Robertinho (2), Elder e Baltazar. Time: Raul, Cocada, Marinho, Mozer e Júnior; Vítor (Elder), Adilio (Gilmar Popoca) e Zico; Robertinho, Baltazar e Edson. Técnico – Carlos Alberto Torres.

ANTES DOS 5 x 0 da noite de ontem (23) sobre o Grêmio, no Maracanã, a última goleada pelo mesmo placar havia sido a da sexta-feira, 20 de abril de 1984, no Morumbi, sobre o Santos. Dois gols de Tita, um de pênalti, no segundo tempo, depois de Bebeto, Mozer e Edmar terem marcado antes da saída para o intervalo. 

Foto: Youtube