Onze dias depois de vencer o Flamengo por 2 x 1, o Athletico Paranaense também travou o Internacional, com o 0 x 0 da noite de ontem (4), na Arena da Baixada, em Curitiba, deixando o colorado gaúcho só com dois pontos de vantagem na liderança, mas igual em vitórias (19) com o rubro-negro carioca. O Internacional também não conseguiu a décima vitória consecutiva, que ampliaria seu recorde, embora na rodada já houvesse superado as oito vitórias consecutivas do Flamengo em 2019.

FOI JUSTO – O Athletico bloqueou bem o Internacional, que iniciou procurando espaço para penetrar, mas teve que tentar o gol nos chutes de meia distância, como o do lateral Rodinei, que acertou a trave. O Athletico foi muito cauteloso, mostrando-se mais interessado em não perder do que tentar ganhar. O segundo tempo transcorreu em ritmo menos intenso, e o 0 x 0, primeiro do Internacional e terceiro do Athletico, foi justo, pelo pouco que os times produziram em noite pouco inspirada.

SEM SALDO – Décimo com 46 pontos em 34 jogos – 13 vitórias, 14 derrotas, 7 empates -, o Athletico é um dos dois sem saldo de gols – 31 a 31 -, igual ao Santos (47 a 47) – e só volta a jogar dia 10 na Arena Corinthians. O técnico carioca Paulo Autuori, mesmo sem vitória e sem gol, elogiou o time: Santos, Jonathan (Zé Ivaldo), Pedro Henrique, Tiago Heleno e Abner; Richard, Leo Cittadini (Kayzer), Canesin (Christian) e Jadson (Reinaldo); Nikão e Carlos Eduardo (Vitinho).

SEM SUSTO – Líder com 66 pontos em 34 jogos – 19 vitórias, 6 derrotas, 9 empates, saldo de 26 gols (57 a 31) -, o Internacional só volta a jogar dia 10, na Arena Beira Rio, com o Sport. O técnico Abel Braga disse que não se assusto com a postura defensiva do Athletico: “Mostrou não só cuidado, mas respeito pelo nosso time”. Marcelo Lomba, Rodinei, Lucas Ribeiro, Victor Cuesta e Moisés; Lindoso (Zé Gabriel), Edenilson, Praxedes (Johnny) e Marcos Guilherme (Peglow); Patrick (Caio) e Yuri (Abel Hernandez).

CINCO CARTÕES – O árbitro Ricardo Marques Ribeiro, da Federação Mineira, teve atuação correta, e advertiu com cartão amarelo, Moisés e Lindoso, do Internacional, e Tiago Heleno, Richard e Leo Cittadini. Foi o jogo de número 52 entre os times no Campeonato Brasileiro e o décimo quinto empate, com 21 vitórias do Internacional e 15 do Athletico.

FORTALEZA 3 x 1 CORITIBA – Houve de tudo na noite de ontem (4), na Arena Castelão: Ricardo Oliveira, há 11 meses sem marcar, fez o gol do Coritiba aos 27; o Fortaleza virou em um minuto, com Nathan Silva (contra) aos 43 e David aos 44. No segundo tempo, Wellington Paulista fez 3 x 1, de letra, aos 39, mas não aproveitou dois pênaltis, defendidos por goleiros diferentes. No primeiro, Wilson defendeu e foi expulso porque se adiantou, e no segundo, o atacante argentino Martin Sarrafiore, emprestado pelo Internacional, que foi para o gol, defendeu. Rodolfo, zagueiro do Coritiba, foi expulso ao cometer o primeiro pênalti.

ENQUANTO o Fortaleza ultrapassou o Vasco em um ponto (38 a 37) e subiu para o décimo quarto lugar, o Coritiba continua em penúltimo com 28, praticamente sem chance de escapar do rebaixamento.

Foto: Terceiro Tempo