O ATLÉTICO MINEIRO DECIDIRÁ a vaga nas quartas de final da Libertadores com o Emelec, na próxima 3ª (5), no Mineirão, depois do 1 x 1 da noite desta 3ª (28), no estádio George Capwell, em Guaiaquil, maior cidade do Equador, sede da final da Libertadores de 2022, no sábado, 29 de julho. O vencedor estará nas quartas de final e em caso de outro empate a vaga será decidida em pênaltis.

O GOL DO ATLÉTICO foi do atacante paulistano Ademir, de 27 anos, finalizando de canhota a jogada iniciada na reposição do goleiro Everson. Hulk recebeu o lançamento e tocou para o meia argentino Nacho Fernandez deixar Ademir livre para a finalização. O gol fez o Atlético se fechar mais no próprio campo, limitando-se aos contra-ataques, que foram poucos, para tentar o segundo gol.

O GOL DO EMELEC foi do meia uruguaio Sebastian Rodriguez, de 29 anos, capitão do time, aos 14 minutos, convertendo pênalti do zagueiro Natan Silva, que atingiu com o braço o rosto do atacante Alejandro Cabeza, após escanteio. A revisão no VAR não deixou dúvida, tanto quanto à expulsão do volante Alan, aos 21 minutos, com o jogo parado, pela cotovelada na cara do meia Jackson Rodriguez.

MESMO COM 10, O ATLÉTICO ainda teve a chance da vitória aos 42 minutos, mas Hulk não aproveitou o pênalti que sofreu, ao ser agarrado pelo zagueiro Marlon Mejia. O goleiro Pedro Ortiz, de 29 anos, titular também da seleção do Equador, defendeu a cobrança à meia altura, à sua esquerda, para escanteio. Hulk  deixou de se igualar a Jô, com 11 gols, como principal artilheiro do Atlético na Libertadores.

O EMPATE COM O EMELEC foi o 34º em 110 jogos do Atlético em sua 12ª participação na Libertadores, com 50 vitórias e 26 derrotas. O estádio George Capwell, na maior cidade portuária do Equador, foi o 40º em que o Atlético jogou na noite desta 3ª (28) pela Libertadores. Na próxima 3ª (3), o Atlético disputará o 31º jogo da Libertadores no Mineirão, onde ganhou 15, empatou 11 e perdeu 4, marcando 53 gols e sofrendo 23.

EVERSON, Guga, Natan Silva, Alonso e Arana; Alan, Otávio (Calebe), Nacho Fernandez e Rubens (Rever); Ademir (Vargas) e Hulk (cap). Técnico – Antonio “Turco” Mohamed. O Emelec é o terceiro time da América do Sul treinado desde 2020 pelo ex-zagueiro espanhol Ismael Rescalvo, de 40 anos, natural de Valencia, que dirigiu o Independiente Medellin (Colômbia), em 2017-18, e o Independiente Del Valle (Equador), em 2018-19. 

ÁRBITRO ARGENTINO NA COPA DE 2022, Fernando Rapallíni, de 44 anos, desde 2014 na Fifa, teve atuação correta em Emelec 1 x 1 Atlético Mineiro. Marcou bem os dois pênaltis, acertou na expulsão do volante Alan e ao aplicar os cinco cartões amarelos. Bom lembrar: em 2021, Rapallíni foi o primeiro sul-americano a apitar jogos da Eurocopa de seleções, escolhido no intercâmbio da Conmebol com a Uefa.

Foto: Diário do Nordeste