Atlético Mineiro e São Paulo, primeiros brasileiros classificados para as quartas de final da Libertadores. O Atlético eliminou o Boca nos pênaltis (3 x 1), com atuação destacada do goleiro Everson, que defendeu duas cobranças e converteu a última, na noite de ontem (20), no Mineirão, depois de 0 x 0 nos dois jogos. O São Paulo precisava vencer o Racing por dois gols e conseguiu, com os 3 x 1 da noite de ontem (20), na Argentina, depois do 1 x 1 no Morumbi.

TERÇO DA FÉ – Paulista de Pindamonhangaba, o goleiro Everson, há dez meses no Atlético, ganhou o presente antecipado de aniversário de 31 anos, que completa amanhã (22), emocionado e chorando muito no gramado, com o terço da fé, que manteve logo atrás da linha do gol. Ele defendeu duas cobranças consecutivas, de Villa e Rollon, e converteu a nona e última, no ângulo esquerdo, deixando o goleiro Rossi sem ação.

QUEM PERDEU – Antes da primeira cobrança, o canhoto Hulk beijou duas vezes a bola, e acertou a trave direita. Marcos Rojo, outro canhoto, foi o único do Boca a converter. O argentino Nacho, capitão do Atlético, empatou. O canhoto Junior Alonso colocou o Atlético em vantagem. Hyoran, do Atlético, escorregou na cobrança e isolou bem alto, e o zagueiro Izquierdoz também isolou a última cobrança do Boca.

CONFUSÃO – O gol anulado do Boca, por impedimento de Pavon, aos 20 do segundo tempo, provocou confusão na beira do gramado, com empurrões, ameaça de soco e gritaria, enquanto o árbitro uruguaio Esteban Ostojich fazia a revisão no VAR. Antes mesmo de confirmar o impedimento, ele expulsou o ex-goleiro Victor, hoje gerente de futebol do Atlético, por tentar impedir que jogadores do Boca se aproximassem da cabine do VAR. 

90 ANOS – Jogadores e comissão técnica do Atlético dedicaram a classificação como presente de aniversário ao oitavo artilheiro da história do clube, Ubaldo Miranda, que completou 90 anos. Ele fez 135 gols em 234 jogos e foi do time tetracampeão mineiro de 52-53-54-55, como um dos maiores ídolos da época. O Atlético disputará as quartas de final com outro argentino River ou Argentinos Juniors. A vaga será decidida hoje (21), em Buenos Aires.

GAROTO-PRODÍGIO – Formado na escolinha do Morumbi desde os oito anos, o atacante Marquinhos, de 18 anos, tratado no clube como garoto-prodígio, foi a sensação da noite de ontem (20), no estádio El Cilindro, em Buenos Aires, onde o São Paulo venceu (3 x 1) o Racing. O goleiro Gabriel Arias, de 33 anos, rebateu o chute dele e o argentino Emiliano Rigoni, de 28 anos, fez São Paulo 1 x 0, no último lance do primeiro tempo. A dupla deixou louca a defesa do Racing.

NA VOLTA DO INTERVALO, o São Paulo fez 2 x 0 logo aos dois minutos, com o gol de Marquinhos, após assistência do meia Benitez, ex-Vasco. Logo em seguida, em grande arrancada, Marquinhos deixou Emiliano Rigoni na cara do gol para marcar o terceiro e garantir a classificação às quartas de final. O gol de Correa, do Racing, não tirou a tranquilidade do São Paulo. O zagueiro Miranda, de 36 anos, após 16 anos na Europa, foi outro grande nome da vitória do São Paulo.

TIAGO VOLPI, Leo Pelé, Arboleda e Miranda; Igor Vinícius, Gabriel Sara, Liziero (Nestor), Wellington e Benitez (Luan); Emiliano Rigoni e Marquinhos, o garoto-prodígio de 18 anos, que em 2020 foi a sensação do sub-17 do São Paulo, campeão da Copa do Brasil e da Supercopa do Brasil. O São Paulo disputará as quartas de final com Palmeiras ou Universidad Católica, que decidem a vaga na noite de hoje (21), em São Paulo. O Palmeiras venceu o primeiro jogo no Chile por 1 x 0 e joga pelo empate. 

QUEBRA DE TABU – O São Paulo não ganhava jogo da Libertadores na Argentina desde 29 de junho de 2005, dirigido pelo carioca Paulo Autuori, quando fez 3 x 2 no River, no estádio Monumental de Nuñez, e voltou à final depois de 11 anos, ganhando do Athletico Paranaense na decisão e tornando-se o primeiro time brasileiro tricampeão da Libertadores. O próximo jogo será com o Flamengo, domingo (25), no Maracanã. Décimo quinto com 11, o São Paulo tem menos 7 pontos que o Flamengo, sexto com 18.

GRÊMIO ELIMINADO – Penúltimo do Campeonato Brasileiro, o Grêmio, com a vantagem do empate por ter ganho (1 x 0) o jogo de ida em Quito, foi eliminado na noite de ontem (20) da Copa Sul-Americana, ao levar a virada (2 x 1) da LDU, na Arena Grêmio. Diego Souza fez 1 x 0, e o volante Jordy Alcívar, de 21 anos, marcou os gols da LDU.

Foto: Twitter