Com o placar mais alto do fim de semana – 4 x 0 no CSA, em Belo Horizonte -, o Atlético Mineiro manteve a vice-liderança, com 15 pontos, após a quinta vitória, terceira como mandante. O domínio foi absoluto e o vice-campeão mineiro fez dois gols de bola parada em três minutos no primeiro tempo: Fabio Santos, aos 20, convertendo pênalti de Gerson em Alerrandro, e Juan Cazares, aos 23, em primorosa cobrança de falta. Antes, aos 12, Chará já havia acertado a trave em grande arrancada.

DOBROU O PLACAR – No segundo tempo, sem ser ameaçado pelo campeão alagoano, o Atlético fez mais dois gols e teve outras chances para ampliar. O terceiro gol foi de Chará, logo aos cinco minutos, com assistência de Luan, e o apoiador Adilson fechou a goleada aos 31, após excelente jogada de Alerrandro. O time manteve a invencibilidade em 2019 no estádio Independência, com 10 vitórias e 3 empates.

ATLÉTICO – Victor, Patric, Rever, Igor Rabello e Fabio Santos; Adilson, Elias (Bruninho), Luan (Vinícius) e Cazares; Chará (Geuvânio) e Alerrandro, que entrou todo alegrinho, sorridente, com a filha Emanuelly, de quatro meses, no colo. Os dois próximos jogos do Atlético serão com o Santos: quinta (6), no Pacaembu, pela Copa do Brasil, e domingo (9), na Vila Belmiro, pela oitava rodada do Brasileirão. Nenhum jogador do Atlético foi advertido com cartão pelo árbitro baiano Diego Pombo. R$213.575,00. 14.116 pagantes.

CSA – Jordi, Apodi (Celsinho), Gerson, Castan e Carlinhos; Naldo, Dawhan, Didira (Cassiano) e Maranhão (Victor); Mateus Savio e Patrick Fabiano. O time do técnico carioca Marcelo Cabo é décimo sétimo com 6 pontos e saldo negativo de 9 gols (2 x 11). O CSA jogará domingo (9) com o Botafogo, no estádio Rei Pelé, em Maceió