Sob muitas vaias e o coro de “time sem vergonha“, o Atlético Mineiro sofreu neste domingo (15) a quinta derrota consecutiva – 3 x 1 para o Internacional -, que só escalou reservas, poupando os titulares para a final da Copa do Brasil, quarta (18), com o Atlético Paranaense, em Porto Alegre.

MUITO FÁCIL – Mesmo com o time reserva, o vice-campeão gaúcho ganhou fácil do vice-campeão mineiro, no estádio Independência, em Belo Horizonte. O Inter já saiu para o intervalo com 1 x 0, gol de Pottker, de cabeça, aos 29, após saída errada do zagueiro Rever. O segundo gol foi de Neilton, aos 8, com assistência de Sobis, e Pottker marcou o terceiro aos 19, após driblar Rever. Bruninho fez o gol do Atlético aos 43 minutos.

ATLÉTICO – Cleiton, Patric, Rever, Leonardo Silva e Fabio Santos; Ramon Martinez (Cazares, intervalo), Elias, Bruninho e Vinícius (Nathan, 22 do segundo tempo); Chará e Ricardo Oliveira (Franco Di Santo, intervalo). Em franco declínio, Ricardo Oliveira terminou o turno com apenas dois gols, no Avaí e no Fluminense.

O Atlético terminou o turno em oitavo, com 27 pontos – 8 vitórias, 3 empates, 8 derrotas, 24 gols marcados, 23 gols sofridos – e abre o returno com o Avaí, segunda (23), no estádio da Ressacada, em Florianópolis. Em 10 jogos como mandante, o Atlético venceu 5, perdeu 3 e empatou 2, marcando 16 gols e sofrendo 12.

Quinta (19), na Argentina, o Atlético faz o jogo de ida das semifinais da Copa Sul-Americana com oColon FCda cidade de Santa Fé, centro-leste do país, a 465 km da capital Buenos Aires. O Colon ganhou (2 x 1) do San Lorenzo, na sexta rodada, ontem (14), em seu estádio Estanislao Lopez, com capacidade para 36 mil torcedores.

INTERNACIONAL – Danilo Fernandes, Heitor, Klaus, Emerson Santos e Zeca; Rithely, Nonato e Neilton (José Aldo, 38 do segundo tempo); Guilherme Parede, Rafael Sobis (Johnny, 30 do segundo tempo) e Willian Pottker (Sarrafiore, 25 do segundo tempo).

O vice-campeão gaúcho terminou o turno com 33 pontos – 10 vitórias, 3 empates, 6 derrotas, 25 gols a favor e 17 gols contra – e abre o returno em outro jogo às 11 da manhã com a Chapecoense, domingo (22), na Arena Beira Rio, em Porto Alegre. Como visitante, o Inter só ganhou 2 jogos, empatando 1 e perdendo 6, com 7 gols marcados e 11 sofridos.

SÓ UM CARTÃO – Quando o jogo parecia terminar sem cartão amarelo, o atacante Guilherme Parede, do Internacional, foi advertido aos 48 minutos por falta dura no atacante colombiano Chará. O árbitro Bruno Arleu Araújo, da Federação do Rio de Janeiro e do quadro da CBF, teve atuação segura. R$443.583,00. 18.966 pagantes.

Foto: Agora no RS