O BENFICA DEMITIU JORGE JESUS NESTA TERÇA (28) E O TÉCNICO PORTUGUÊS PODE ASSUMIR O ATLÉTICO MINEIRO, substituindo Cuca, que entregou o cargo na noite de ontem (27), alegando problemas particulares. Jorge Jesus entrou em atrito com os jogadores, que decidiram não treinar, depois que ele afastou o meia Pizzi, capitão da equipe. Jesus tem contrato até junho e o presidente Rui Costa decidiu pagar o salário, até que ele acerte com outro clube.

A NOTÍCIA DA DEMISSÃO DE JORGE JESUS foi comemorada como um título pelos torcedores do Benfica, que há tempos pediam sua saída, inclusive com um cartaz em um dos jogos: “Rua JJ”. O técnico deixa o time em terceiro no Campeonato Português, com menos 4 pontos que o líder Porto (41) e o vice-líder Sporting (41), ambos invictos. Jesus vinha sendo duramente criticado pelas más apresentações da equipe, que não conseguiu ajustar.

DEPOIS DE ELIMINADO DA TAÇA DE PORTUGAL, levando um passeio na derrota por 3 x 0, o Benfica volta nesta quinta (30) ao estádio do Dragão, desta vez sob a direção do assistente técnico Nelson Veríssimo, para o jogo da 16ª rodada do Campeonato Português. O Benfica tem 37 pontos, com 12 vitórias, 1 empate, 2 derrotas. Os jogadores do Porto querem dedicar a 2ª vitória em uma semana sobre o arquirrival ao presidente Pinto da Costa, que completa 84 anos hoje (28).

O ATLÉTICO MINEIRO AINDA NÃO SE PRONUNCIOU sobre a provável investida em Jorge Jesus, mas é bom lembrar que antes de ser contratado pelo Flamengo, o técnico assistiu Atlético 2 x 1 Flamengo, no estádio Independência, em Belo Horizonte, em maio de 2019, mas não aceitou o convite do Atlético e logo em seguida acertou com o Flamengo. Os dirigentes do Atlético vão fazer contato com o técnico português, provavelmente ainda nesta 3ª (28).

Foto: Superesportes