O Atlético Goianiense subiu cinco posições ao vencer (1 x 0) o Sport, na noite de ontem (23), no estádio da Ilha do Retiro, no Recife, e terminou a vigésima segunda rodada em décimo segundo, com 27 pontos, ultrapassando Bragantino e Corinthians (26), Sport e Ceará (25) e o Vasco (24), que voltou ao rebaixamento, em décimo sétimo com 24 pontos, acima do Coritiba e do Botafogo (20) e do Goiás, último com 15 pontos. O Botafogo é penúltimo, por menos duas vitórias que o Coritiba (5 a 3).J

ANDERSON fez o gol da sexta vitória do Atlético Goianiense, terceira fora de casa, aos 16 do segundo tempo, com chute rasteiro no canto do goleiro Luan Polli, que reapareceu bem, após o contra-ataque iniciado por Zé Roberto, que lhe deu a assistência. Janderson, de 21 anos, 1,61m, é de Barreiras, município do Oeste baiano, a 863 km da capital Salvador, tem contrato com o Corinthians até 2022, e foi emprestado ao Atlético porque não figurava nos planos do ex-técnico Tiago Nunes.

BOM RETORNO – Depois do 1 x 1 com o Flamengo, no Maracanã, o técnico carioca Marcelo Cabo, de 53 anos, confirmou o bom retorno ao Atlético Goianiense, que só havia ganhado duas vezes como visitante: 2 x 1 de virada no Vasco e 1 x 0 no Santos. Ele voltou depois de comandar o time em 2016, campeão brasileiro da Série B, e de ter sido tricampeão alagoano em 2018-19 no CSA, e em 2020 no CRBMarcelo Cabo iniciou em 2004 no Bangu e também treinou Macaé, Tigres, Resende e Volta Redonda.

SPORT – Luan Polli, Patric, Maidana, Adryelson e Sander; Marcio Araújo (Bruninho), Jonatan Gomez (Marquinhos), Tiago Neves (Jr Tavares) e Lucas Mugni; Leandro Barcia (Lucas Venuto) e Mikael (Hernane). O time foi dirigido pelo preparador fisico Ricardo Henriques porque o técnico Jair Ventura, o assistente Emílio Faro, o analista de desempenho Antonio Macedo e o técnico do sub-20 Cesar Lucena testaram positivo. Sem vitória nem gol nos últimos jogos – 0 x 0 Ceará, 0 x 2 Vasco, 0 – 1 Atlético-GO -, o Sport empatou em derrotas (11) com o lanterna Goiás.

CRITICADO – O trabalho do técnico Jair Ventura está sendo muito criticado pelos torcedores do Sport, principalmente pelo que o clube investiu em reforços, sendo o meia Tiago Neves o mais caro. Os mais exaltados dizem não ter sido à toa que o treinador ficou bom tempo sem clube, depois de ser demitido em 2018, após o primeiro semestre no Santos e de só ter ficado três meses no Corinthians. O Sport é décimo quinto com 25 pontos em 22 jogos  7 vitórias, 4 empates, 11 derrotas, saldo negativo de 10 gols (19 a 29) – e fará o próximo jogo com o Santos, sábado (28), na Vila Belmiro.

ATLÉTICO – Jean, Dudu, João Victor, Gilvan e Nicolas; William Maranhão, Matheus Vargas (Rithely) e Chico (Pereira); Janderson (Arnaldo), Zé Roberto (Jr Brandão) e Ferrareis (Danilo). O Dragão, como é chamado por seus torcedores, é décimo segundo com 27 pontos em 22 jogos  6 vitórias, 9 empates, 7 derrotas, saldo negativo de 8 gols (20 a 28) – e o próximo jogo, em Goiânia, será sábado (28) com o Internacional.

GOL ANULADO – Boa arbitragem de Edina Alves Batista, da Federação Paulista e da FIFA. Depois de consulta ao VAR, ela não confirmou o pênalti de Danilo em Lucas Venuto, que poderia ter dado o empate ao Sport. A decisão da árbitra foi correta. O único advertido com cartão amarelo do Sport foi o lateral Sander. O Atlético teve três punidos com cartão amarelo: o lateral João Victor, o meia Chico e o atacante Ferrareis.

528 GOLS – Concluída com Sport 0 x 1 Atlético Goianiense, a rodada 22 registrou 23 gols, elevando a média de gols do Brasileiro 2020 para 2.46 gols por jogo, com 528 gols em 215 jogos. O ataque mais positivo é o do Atlético Mineiro com 39, seguido do Flamengo com 37 e do Internacional 33. O São Paulo tem a defesa menos vazada (18), depois o Grêmio (19) e o Bahia (20). A rodada 23 começa amanhã (25): Atlético Mineiro x Botafogo, Coritiba x Corinthians. 

Foto: Marlon Costa/Pernambuco Press