O Bahia manteve 100% de aproveitamento em casa e com a quarta vitória (1 x 0) da noite deste primeiro sábado (1) de junho sobre o Grêmio, foi para o terceiro lugar com 13 pontos, igual ao Flamengo, embora ambos possam perder posições e até sair do G4, dependendo dos resultados que completarão a sétima rodada. O Grêmio, com 5 pontos, abre o rebaixamento e pode acabar a rodada na lanterna, se Avaí, CSA e Vasco, com 3, vencerem. Foi a segunda derrota do Grêmio como visitante.

OS 100% – O gol do jogo, marcado pelo atacante Fernandão, de pênalti, aos 10 do segundo tempo – toque do zagueiro Geromel -, fez o Bahia repetirem os resultados de suas vitórias em casa: 3 x 2 no Corinthians e no Fluminense, e 1 x 0 no Avaí e no Grêmio. O gol representou um alívio para o atacante carioca de 32 anos, 1,92m, que não fazia gol desde abril. Fernandão foi comprado do Al Wehda, de Jedah, capital da Arábia Saudita, no início de 2019.

BAHIA – Douglas Friedrich, Nino, Ernando, Lucas e Moisés; Gregore, Douglas e Elton (Flávio, 34 do segundo tempo); Elber (Arthur Caíke, 14 do segundo tempo), Fernandão (Ramires, 26 do segundo tempo) e Arthur. Técnico – Roger Machado. Os dois próximos jogos do Bahia, antes da pausa para a Copa América, serão como visitante com o Ceará e o Internacional.

GRÊMIO – Paulo Victor, Leonardo, Geromel, Rodriguez e Juninho Capixaba (Patrick, 34 do segundo tempo); Michel, Thaciano e Jean Pyerre; Montoya (Diego Tardelli, 19 do segundo tempo), Felipe Vizeu (André, 19 do segundo tempo) e Pepê. Técnico – Renato Gaúcho. Na próxima rodada o Grêmio jogará em Porto Alegre com o Fortaleza, e depois com o Botafogo, no estádio Nilton Santos, no bairro do Engenho de Dentro, na Zona Norte do Rio. 

TRÊS CARTÕES – Boa atuação do árbitro Dewson Freitas, da Federação Paraense, que advertiu com cartão amarelo, todos no segundo tempo, o zagueiro Pedro Geromel, pelo pênalti cometido com a mão, aos 9 minutos, e o lateral Juninho Capixaba, aos 16, por falta em Arthur, único advertido do Bahia, aos 42 minutos, por atrasar o jogo. Bahia 1 x 0 Grêmio foi no estádio de Pituaçu, bairro da região Leste de Salvador, de vez que a Arena Fonte Nova já está com a organização da Copa América. R$388.136,00. 26.930 pagantes.

CAMPANHA – Os dois técnicos, Roger Machado e Renato Portaluppi, ambos gaúchos, aderiram à campanha de apoio contra o racismo, usando a camisa com a hashtag =ChegadePreconceito, com o símbolo do ODRF – Observatório da Discriminação Racial no Futebol – também usada pelos jogadores na entrada em campo. Roger Machado era o único técnico negro do Brasileirão 2019. O interino Marcelo Salles, do Flamengo, é o segundo.