Quatro dias antes de jogar com o Flamengo pela vigésima sexta rodada do Campeonato Brasileiro, domingo (20), no Maracanã, o Bahia foi eliminado da Copa Sul-Americana pelo Defensa y Justicia, na noite de ontem (16), no estádio Norberto Tomaghello, ao sofrer a segunda derrota (1 x 0) para o time argentino, que o havia vencido (3 x 2) no jogo de ida na Arena Fonte Nova. O gol foi do atacante Braian Romero, de 29 anos, emprestado pelo Independiente de Buenos Aires, aos 41 do segundo tempo.

GESTO OBSCENO – O jogo não estava bom para o Bahia e ficou pior com a expulsão do atacante Rossi, flagrado pelo VAR, aos 25 do segundo tempo, ao fazer gestos obscenos na direção da arquibancada vazia do estádio Norberto Tomaghello, na região metropolitana de Buenos Aires. O técnico Mano Menezes criticou a atitude do jogador e lamentou que o Bahia não tenha chegado pelo menos à semifinal, que o Defensa y Justicia disputará com o Coquimbo Unido, do Chile.

PREOCUPAÇÃO – De 1959, quando foi o primeiro campeão brasileiro, a 2016, o Bahia participou de 44 das 60 edições da Série A e disputou três Libertadores. Mas o início dos anos 2000 foi um dos piores períodos de sua história, que chegará aos 90 anos dia 1 de janeiro de 2021. Além de ganhar só o título estadual de 2001, o Bahia foi rebaixado à Série B em 2003 e à Série C em 2005. A preocupação agora é com o desfecho do Brasileiro, que só terminará em fevereiro, devido à pandemia do coronavirus.

SEIS DERROTAS – Além de perder os dois jogos da Sul-Americana para o argentino Defensa y Justicia, o Bahia está a três pontos da zona de rebaixamento, após quatro derrotas consecutivas e só com um gol marcado. O time iniciou o returno vencendo o Coritiba (2 x 1 de virada) e o Botafogo (1 x 0), mas há quatro jogos sequer empata: 0 x 3 Palmeiras, 0 x 2 Ceará, 1 x 3 São Paulo e 0 x 4 Bragantino. É o segundo que mais perdeu (13), tem a defesa mais vazada (42) e saldo negativo de 13 gols (29 a 42).

DÉCIMO SEXTO com 28 pontos em 25 jogos – 8 vitórias, 4 empates, 13 derrotas -, o Bahia vai jogar domingo (20), no Maracanã, com o Flamengo pronto para chegar aos 48 pontos e assumir a vice-liderança, a 5 pontos do líder São Paulo, depois da derrota (3 x 0) do Atlético Mineiro, na noite de ontem (16), no Morumbi. Com o Vitória em décimo quarto, com 36 pontos, a 10 pontos do Juventude, quarto da Série B, crescem as chances da volta do Ba-Vi à segundona em 2021, ano do centenário do Bahia.

BOM DIZER – Mesmo que o Vasco vença o Santos, domingo (20), em São Januário, e que o Bahia perca para o Flamengo, no Maracanã, como manda a lógica, ainda não será nesta rodada que o Bahia entrará no rebaixamento. O Vasco tem 25 pontos e o Bahia, 28. No entanto, o Bahia tem mais duas vitórias (8 a 6) que o Vasco, e este é o primeiro quesito de desempate quando há igualdade em pontos.

Foto: Ptn News