Com a sétima vitória, segunda de virada e terceira como visitante, o Atlético Mineiro assumiu a liderança com 21 pontos em 10 jogos, ao ganhar do Atlético Goianiense, no primeiro 4 x 3 do Campeonato Brasileiro de 2020, na noite de ontem (19), no Estádio Olímpico de Goiânia. O atacante baiano Keno, de 31 anos, 1,78m, foi o destaque da reação, com três gols, impondo a segunda derrota ao Atlético Goianiense, em casa, onde só havia perdido (2 x 0) para o Ceará.

DEDO DO TÉCNICO – A entrada do zagueiro Igor Rabelo, que melhorou a defesa, e do meia Nathan, que aumentou a criatividade, fizeram a diferença do Atlético Mineiro na volta do intervalo. O time que perdia (1 x 0), com o gol do meia Oliveira, aos 21, de fora da área, empatou aos 8, com Keno convertendo o pênalti de Eder em Nathan, e mesmo sofrendo o gol de Ferrareis, aos 10, foi buscar a virada, com mais dois gols de Keno, aos 20 e aos 33, um minuto antes de acertar o travessão. Quando o zagueiro Gilvan fez o terceiro gol dos goianos, nos acréscimos, aos 49, o jogo estava decidido, com o Atlético Mineiro como novo líder.

BOA VANTAGEM – O Atlético Mineiro assume a liderança, com a boa vantagem de só estar disputando o Brasileiro, enquanto outros times participam também da Copa do Brasil e da Libertadores. Seu jogo atrasado é o da sexta rodada, com o Athletico Paranaense, no Mineirão. Único sem empate, o novo líder tem 21 pontos em 10 jogos – 7 vitórias, 3 derrotas, saldo de seis gols (18 a 12) -, e o próximo jogo, pela décima segunda rodada, é sábado (26), no Mineirão, com o Grêmio.

OS NOVOS LÍDERES – Sob a orientação do técnico argentino Jorge Sampaoli, de 60 anos, o Atlético Mineiro utilizou as cinco substituições na vitória da noite de ontem (19), no Estádio Olímpico de Goiânia: Everson, Guga (Igor Rabelo), Rever, Junior Alonso e Guilherme Arana; Jair, Allan (Nathan) e Franco; Savarino (Mailton), Eduardo Sasha (Mariano) e Keno (Savio). Bom dizer: pela primeira vez, em 10 jogos, nenhum jogador do Atlético Mineiro foi advertido com cartão amarelo.

UMA POSIÇÃO – Com a quarta derrota, segunda em casa, o Atlético Goianiense, décimo segundo com 12 pontos – 3 vitórias, 4 derrotas, 3 empates, saldo negativo de dois gols (13 a 15) -, só cai uma posição, se o Grêmio, com 12 pontos, empatar ou vencer o Palmeiras, hoje (20), na Arena Grêmio. Domingo (27), o Atlético Goianiense voltará a jogar em Goiânia com o Botafogo. Antes, o jogo de volta da quarta fase da Copa do Brasil, quinta (24), também no Estádio Olímpico de Goiânia, com o Fluminense.

Foto: Diário de Goiás